Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

28.2.11

Quanta criatividade!

Recebi essas imagens de sacolas criativas e adorei!











Ótima semana...

Bem por aí!
Passei para compartilhar esse comercial engraçadíssimo e desejar uma ótima semana!



O melhor é que o carnaval está chegando e dá mais ânimo para uma semana longa...

27.2.11

Feliz e ponto final.



Se dias atrás publiquei algo muito forte dizendo que estava triste. Pois bem, nada como os ciclos da vida...
Algumas coisas mudaram desde então, não todas que gostaria, mas os desejos pelo menos, de algo diferente já estão se tornando realidade.
Primeiro, preciso confessar que os recados recebidos aqui ou no face, ou ainda "face a face", foram inspiradores. Tive conversas intermináveis que me fizeram olhar para o melhor que há em mim, que estava na gaveta e por cima disso, aparecia culpa, tristeza e sentimentos que giravam sem parar em minha cabeça.
Minhas tristezas e períodos de crise são ótimos, não pensem que não os suporto. Pelo contrário,  me fazem olhar quem está em volta e saber selecionar com base em princípios sólidos quem realmente importa e o que faz sentido e deve permanecer, é muito fácil me perder.
Recebo recados de amigas que nem sei como são, apenas conheço o layout que escolhem para seus blogs, muitas dessas amigas, ainda sem uma carinha definida, transparecem desejos e alegrias muito mais significantes que pessoas que já cansei de olhar diretamente, mas são descem de seus pedestais para compartilhar qualquer coisa... blogueiras obrigada! O Miss está numa fase melhor!
Para aquelas amigas distantes, puxa, como é bom se reaproximar de algumas pessoas, mesmo que seja duas vezes por ano - niver da Fabi e Dia do Amigo - mas que mesmo não convivendo comigo, conseguem olhar nos olhos e desejar que seja melhor, que passe, e que sabem quem eu sou, muitas vezes mais que eu mesma...e tenho certeza do que ouvi, tristeza não combina comigo!
Para as de sempre, que contiuam entendendo minha loucura, que a lucidez está aqui, em algum lugar. Perdoem meu olhar crítico, mas sou assim, ainda quero o melhor para todos. Fico feliz em ouvir tudo, tudo mesmoooooo, quem conhecia a Ju de antes, sabe o quanto mudei...o quanto sou feliz por essa nova Ju, que em anos vem se desenhando, mas que de períodos em períodos, se apaga, se reserva, mas que volta, mais colorida que nunca.
Não podia deixar de passar para dizer o que sinto hoje. Uma mistura de felicidade de leveza, mas um desejo maior ainda de continuar. Esses olhares, essas palavras, vejam só, ouvi até que sou a pessoa mais sensata! Tudo isso é bom demais e não tem preço, obrigada por não desistirem, por ouvir, por falar, por puxar a orelha e por trazer à tona essa Ju, que tem gente que nem sabe que existe! Nas crises, há um renascimento e muitas coisas são abandonadas, preciso desses papos, preciso ouvir as pessoas, não todas, só vocês que sempre estão por aqui, para saber que vale muito a pena, que todos somos assim, certos aqui, errados ali e que poucos são como nós, pensativos, corretos, preocupados, atentos, sei lá...loucos talvez! Vamos lá, em busca de libertar o cisne negro também!
Minhas metas: dizer mais não, principalemente para aqueles que nunca deram valor aos sins... olhar menos, isso vale para aqueles que não olham nunca, ser mais ausente, isso é fácil, nem perceberão que não estarei mais lá! Ser mais eu, porque o sorrisão eu sei que tenho e sei que tem gente que fica mais feliz ao vê-lo!
Domingo lindo, depois de sábado perfeito ao lado de gente muito bacana. Mas não foi só isso, as últimas semanas foram cheias de pensamento, como sempre, minha cabeça não para, mas ouvi muito mais que merecia e acho que seguir em frente vai ser mais animado!
Para você, que esteve mais que presente na crise, na choradeira, no ouvido aberto, no abraço apertado, na oração, enfim, esteve presente, comigo...


Ótimo Domingo...

PS: Estava olhando como uso ... (reticências) em meus desabafos. Não deve ser por acaso, creio que o ponto final não seja suficiente, sempre acho que tudo pode continuar! Taí uma coisa para pensar, para algumas situações, tá na hora de tirar dois pontinhos, e deixar apenas um - PONTO FINAL.

26.2.11

Só vc e eu!

Com a chegada do final de semana, nada melhor que curtir quem se ama.
Duas cadeiras, uma mesinha, um tempinho agradável, comidinha e bebidinha, tudo isso é perfeito, mas só vale se estiver com alguém especial ao seu lado.
Para brindar dias lindos, cenas encantadores, impossível não se apaixonar...














"Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando."
Pablo Neruda

Que o final de semana seja apaixonante...

25.2.11

Acabando com mosquitos e pernilongos!

Recebi e repasso...

SERVE PARA QUALQUER MOSQUITO, ATÉ O COMUM "PERNILONGO" OU MESMO O DA DENGUE.

Como matar mosquitos ecologicamente correto.
Para ajudar com a luta contínua contra os mosquitos da dengue e a dengue hemorrágica, uma ideia é trazê-los para uma armadilha que pode matar muitos deles.
O que nós precisamos é, basicamente:
200 ml de água,
50 gramas de açúcar mascavo,
1 grama de levedura (fermento biológico de pão, encontra em qualquer supermercado )
uma garrafa plástica de 2 litros

A seguir estão os passos a desenvolver:

1. Corte uma garrafa de plástico no meio. Guardar a parte do gargalo:


2. Misture o açúcar mascavo com água quente. Deixar esfriar. Depois de frio despejar na metade de baixo da garrafa.
 
 

3. Acrescentar a Levedura . Não há necessidade de misturar. Ela criará dióxido de carbono.



4. Colocar a parte do funil, virada para baixo, dentro da outra metade da garrafa.



5. Enrolar a garrafa com algo preto, menos a parte de cima, e colocar em algum canto de sua casa.
 
 

Em duas semanas você vai ver a quantidade de mosquitos que morreu lá dentro da garrafa.
 
 

Além da limpeza de suas casas, locais de reprodução do mosquito, podemos utilizar esse método muito útil em escolas, creches, hospitais e residências.

Não se esqueça da dengue!

24.2.11

Costelinha de Tilápia

Retomando as receitinhas que, com minha "crise", ficaram de lado, escolhi um tira gosto.
Peixe não faz parte da minha infância. Nunca fui de comer quando pequena, tinha pânico dos espinhos, de engasgar, sei lá, então poucas vezes minha mãe fazia.
Porém, conhecendo o Ro, meu marido, amante de peixes de todos os jeitos, comecei a fazer e apreciar, até que bastante essa gostosura.
Engraçado que agora, em casa, peixe também está mais presente. Papi adora pescar e até faz umas iscas e cortes diferentes para vender aos amigos. Nada como o tempo para nos ensinar algumas coisas!

Costelinha de Tilápia

350g de costelinha de tilápia ( meu pai pescou essas aí, cortou com todo carinho também!)
1 limão
sal e pimenta
2 xícaras de fubá
2 xícaras de farinha de trigo

É importante temperar o peixe com pelo menos algumas horas de
antecedência, para que o gostinho fique marcante. Misture os 2 primeiros ingredientes numa vasilha e deixe o peixe nela. Depois que o tempero pegar no peixe, mínimo de 3 horas, retire-o da vasilha, deixe escorrer o restinho do líquido do tempero e coloque de dois em dois em um saquinho com o fubá, a farinha e uma pitada de sal. Mexa o saquinho até que essa mistura cubra o peixe, depois frite em óleo bem quente.



Para petiscar, fica deliciosa, regada com mais limão ou num molhinho simples, misturando mostarda, creme de leite e picles triturado.
Bom apetite!

23.2.11

Digno de colar na geladeira!

Pessoas queridíssimas que passam pelo Miss...
Minha geladeira ficará pequena para tantos textos incríveis que leio e devem ficar expostos para serem lidos sem-pre-to-do-mo-men-to!!!
Nem vou prolongar a espera de vcs com um desabafo! Vão direto ao texto
incrível que recebi de uma pessoa igualmente maravilhosa! É pura terapia intensiva de hiper estima!!!!



Gatinha aos "enta"...
Visita de rotina aos médicos.
Todo ano a mesma peregrinação. Mastologista, ginecologista, oftalmologista, dentista...
Mas um dia, resolvi incluir um "ISTA" novo na minha odisséia....
Um DERMATOLOGISTA... Já era hora de procurar uns creminhos mágicos para tentar retardar ao máximo as marcas da inevitável entrada nos ENTA.
Na verdade, sentia-me espetacular. Tudo certo.
Ninguém podia cantar para mim a ridí­cula frase da Calcanhoto 'nada ficou no lugar....'
Mas não sei o que deu no espelho lá de casa, que resolveu, do dia para a noite, tomar ares de conto de fadas. Aliás, de bruxas. E mostrar coisinhas que nunca haviam aparecido (ou eu não havia notado?).
Pontinhos azuis nos tornozelos, pintinhas negras no colo, nos braços, bolinhas vermelhas na bunda... olheiras mais profundas...
Como assim???
Assim... Sem avisar nem nada.
De repente, o idiota resolveu mostrar e pronto.
Ah, não! Isso não vai ficar assim.
Um "ista" novo na lista do convênio.
O melhor.
Queria o melhor especialista de todos os "istas"!
Achei.
Marquei. E fui tão nervosa quanto para um encontro 'bem intencionado' daqueles em que a gente escolhe a roupa íntima com cuidado, que é para não fazer feio.... nem parecer que foi uma escolha proposital... sabe como é, né?
Pois sim. O sujeito era um dermatologista famoso.
Via e cutucava a pele de toda a nata feminina e masculina da cidade...
Assim, me armei de humildade.
Disposta a mostrar cada defeitinho novo que estava observando, através do maquiavélico e ex-amigo espelho de meu quarto.
Depois de fazer uma ficha com meus dados, o 'doutor' me olhou finalmente nos olhos, e perguntou:
'O que lhe trouxe aqui?'
Fiquei vermelha como um tomate. E muda.
Ele sorriu e esperou.
Quase de olhos fechados, desfiei minhas queixas.
Ele observou 'in loco' cada uma delas, com uma luz de 200w e uma lupa...
E começou o seu diagnóstico.
'As pintinhas são sinais do Sol, por todo o Sol que já tomou na vida. Com a IDADE (tóin!) elas vão aparecendo, cada vez mais numerosas. Vai precisar de um protetor solar para sair de casa pela manhã, mesmo sem ir à praia. Para dirigir inclusive. Braços e pernas e rosto e pescoço.
E praia? Evite. Só de 6 às 10 da manhã, sob proteção máxima, guarda sol, óculos e chapéu. Bronzear-se, nunca mais.'
-Ahmmm... (a turma só chega às 11:00 !!!!)
-'Os pontinhos azuis são pequenos vasos que não suportam a pressão do corpo sobre saltos altos. Evite. Use sapatos com solado anabela ou baixos, de preferência. Compre uma meia elástica, Kendall, para quando tiver que usar saltos altos.
-Ahmmmaaaa... (Kendall??? E as minhas preciosas sandalinhas???)
-'As bolinhas na bunda são normais, por causa do calor. Para evitá-las use mais saias que calças. Evite o jeans e as calcinhas de lycra. As de algodão puro são as melhores... E folgadas...'
-Ahmnunght?? ?? (e pude 'ver' as de minha mãe, enormes na cintura, de florzinhas cor de rosa..... vou chorar!).
-'As olheiras são de família. Não há muito que fazer. Use esse creminho à noite, antes de dormir e procure não dormir tarde. Alimentação leve, com muita fruta e verdura, pouca carne e muito peixe. Nada de tabaco, nem álcool... Nem café.'
E então a histérica aqui­ começou a rir...
Agradeci, peguei suas receitinhas e saí­ rindo, rindo....
Me dobrando de tanto rir!
No carro comecei a falar sozinha...
Tudo o que deveria ter dito e não disse:
'Trabalho muito, doutor,... muitas noites vou dormir às 2h, escrevendo e lendo.
Bebo e fumo. Tomo café. Saio pelas noites de boemia com os amigos e seus violões para as serenatas de lua cheia... E que noites!!!!
Adoro os saltos, principalmente nas sandálias fininhas. Impossível a meia elástica
(argh!!). Calcinhas de algodão? E folgadas??? Adoro as justinhas e rendadas... E não abandono meu jeans nem sob ameaça de morte!!! É meu melhor amigo!!!!
Dormir lambuzada? Neste calor? E minhas duchas frias com sabonete Johnson para ficar fresquinha como um bebê, cada noite?
E nada de praia??? O senhor está louco é??? Endoideceu foi??? Moro no Recife, com esse mar e  tudo...E tenho só 60 anos....
Meia vida inteira pela frente!!! (será que chego aos 120 ???)
Doutor Filistreco, na minha idade não vou viver como se tivesse feito trinta anos em um!!!
Até um dia desses tinha 59...
E agora em vez de 60 estou fazendo 90???
Inclua aí na sua lista de remédios...para as de 60 a 90, MEIA LUZ...
Acho que é só disso que eu preciso.
Um bom abajur com uma luz de 15wts...
E um namorado que use óculos...
É isso... só isso!!! Entendeu????'
Parei no sinal e olhei de lado...e um cara de uns 25 anos piscou o olhou para mim. Ah... e ele nem usava óculos!
Nunca fiz o que me recomendou o filistreco ...
Minhas olheiras são parte de meu charme..
E valem o que faço pelas noites a dentro... Ah!!! se valem!
As bolinhas da bunda desapareceram com uma solução caseira de vitamina A, que quase todas as mulheres usavam e eu não sabia, até que contei minha historinha do 'bruxo mau'.
Os sinaizinhos estão aqui... sem grandes alardes... e até que já acho bonitinho.
O espelho é muito menor... o outro, eu dei a minha filha.
E meu namorado diz que estou cada dia mais linda! Principalmente quando estou de saltos e rendas, disposta a encarar uma noite de vinhos e música.
É claro que ele usa óculos.
Mas quando quero ficar fatal, tiro os seus óculos... e acendo o abajur.
'No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo.
Acostume-se....'
O melhor ‘ISTA’ é ser OtimISTA
Passei cedinho, não dava para esperar a noite!
Ótima quarta...

22.2.11

Os prêmios do concurso!

Passagem rápida!
Compartilho a foto com os prêmios do concurso "Comendo com quem se ama".



Dri, mais uma vez parabéns e obrigada por aceitar o desafio!!!
Não deixe de conferir a receita campeã AQUI - BERINGELA DE MICROONDAS

Mais do mesmo ... cozinhas

Tem como não se apaixonar?
Cozinha, balcão, madeira, ar rústico....muito vazio para meu gosto, mas isso damos um jeito!










Boa noite....Inspire-se, mas sem assaltar a geladeira!!

21.2.11

Eu desisto!

Recebi de uma amiga muito mais que querida e especial e caiu muito direitinho nos pensamentos das últimas semanas.



"EU DESISTO"...
É isso mesmo, entreguei os pontos, não dá mais, acabou.
Essa frase soa com tanta força, não é?
Mas é verdade, eu desisti mesmo.
De um monte de coisas.
Desisti de reclamar de quem não quer aprender. Decidi me concentrar em quem quer...
E se você olhar bem direitinho, perto de você tem um monte de gente sedenta de conhecimento.
Desisti de tentar emagrecer para ser igual a todo mundo.
Resolvi ter o peso que eu devo ter, por uma questão de saúde, por uma questão de bem estar.
Só isso.
Desisti de tentar fazer com que as pessoas pensem do jeito que eu gostaria que elas pensassem.
Achei melhor buscar respeitar o outro do jeito que ele é.
Imagina se o mundo fosse feito de milhões de pessoas iguais a mim...
Ah, isso ia ser um tormento!
Desisti de procurar um emprego perfeito e apaixonante.
Achei que estava na hora de me apaixonar pelo meu trabalho e fazer dele o acontecimento mais incrível da minha vida, enquanto ele durar.
Desisti de procurar defeito nas pessoas.
Achei que estava na hora de colocar um filtro e só ver o que as pessoas têm de melhor.
Defeito todo mundo acha, quero ver achar qualidades em quem parece não tê-las.
Desisti de ter o celular mais “psico-tecno-cibernético” do mercado. Agora eu só quero um telefone, pra falar.
É muito frustrante comprar o mais novo modelo e dias depois ver que ele já foi superado. É pra isso que a indústria trabalha.
Aproveitei o gancho e apliquei o conceito também a outros produtos: relógio, computador, máquina fotográfica, carro.
Desisti de impor minha opinião sobre tudo.
Decidi que de agora em diante vou ouvir todas as opiniões, mesmo as contrárias, e vou tentar tirar proveito de cada uma delas.
É mais barato compartilhar as opiniões do que brigar pra manter só uma.
Desisti de ter tanta pressa. Tudo na vida tem seu tempo, e se não acontecer, não era pra acontecer.
Não quer dizer que eu vou “deixar a vida me levar” e parar de correr atrás do que eu acredito, mas não vou me desesperar se eu perder o vôo.
Sei lá o que vai acontecer com o avião...
Desisti de correr da chuva.
Tem coisa mais bacana que tomar banho de chuva?
Há quanto tempo você não sente aquele cheiro de terra molhada?
E se o resfriado chegar, qual o problema? Não vai ser o primeiro nem o último.
Desisti de estudar por obrigação. Agora eu faço da leitura um momento de prazer...
Cadeira confortável, pezão pra cima, um chocolate quente, minha gata ronronando do lado.
Os livros agora ficaram menores e mais fáceis, mesmo que seja a CLT ou a NBR 9004.
Desisti de buscar uma planilha de indicadores toda verdinha.
Os índices são assim mesmo, às vezes melhoram, às vezes pioram. Isso é o mundo real.
Eu não vou deixar de fazer a gestão sobre eles, mas decidi que não vou mais sofrer por isso.
Bons ou ruins eles devem gerar aprendizado e isso é o mais importante.
Desisti de trabalhar para fazer o meu sistema da qualidade ser perfeito.
Eu prefiro mantê-lo sob controle, funcionando, ajudando as pessoas, ajudando os processos, dando resultados, mesmo que aos poucos.
Com essa filosofia eu ganhei um monte de parceiros, ao invés de cultivar inimigos.
Se eu fosse você, desistia também...
Tem um monte de coisas que você faz, carrega e sente, que não precisa.
Pense nisso!!!
Thais Cadorim

Boa semana!

20.2.11

Botando ordem na casa!

Simplesmente tenho mania de arrumação!
Mesmo no final de semana, não deixo nada fora do lugar. Nada de sair de casa sem arrumar a cama, deixar papéis e livros empilhados, louça para lavar... adoro casa arrumada, com detalhes certos, sem exagero e nada de coisas soltas e espalhadas por ai.
É uma das melhores coisas que faço para afastar a tristeza, prendo o cabelo, boto uma música alta e...faxina e arrumação.
Herdei isso da minha mãe, muito perfeccionista com tudo. As coisas lá em casa sempre estiveram nos lugares certos, mesmo quando era pequena, nada de empurar para lá, botar para cima, sempre convivi com os enfeites e nunca houve desastre. Penso como minha mãe nisso também!
Tenho a sensação de que com cada coisa tem seu devido lugar, além de prático, limpo e bonito, as coisas fluem!
Quando fiz um curso de decoração, tive algumas aulas sobre isso. Muito material empilhado e jogado polui a energia dos lugares, as coisas têm que ser leves, ter movimento...
Achei cada pitel por aí no "quesito" tudo no seu lugar... que hoje, finalzinho de domingo, resolvi compartilhar!






I wish very much!
Adorei essa ideia para um mural do meu escritório... Ele ainda não tem parede, mas terá!!!








Minhas coisinhas de scrap também terão um lugar especial... essa opção é incrível!


Só para completar a dica com um criado rústico!

Compartilho um texto para incrementar esse assunto de arrumação!

O QUE É FENG SHUI?


Feng Shui significa, literalmente, vento e água. São duas formas de vida fundamentais. Através dessa palavra podemos notar a simbologia chinesa e sua sutileza. Essa filosofia é simples e está ao alcance de todos. Essa arte milenar é baseada na ideia de que a energia Chi está em todas as coisas do mundo físico (é invisível, mas podemos sentir), dando vida aos elementos da natureza em suas diferentes vibrações. Quando essa energia se movimenta de maneira uniforme e harmoniosa, nossos pensamentos e sentimentos reagem de forma positiva.
O Feng Shui é uma ciência milenar chinesa que existe há mais de 4.000 anos, e que estuda o meio ambiente e a nossa relação com ele, harmonizando-o.

POR QUE DEVEMOS ORGANIZAR OS AMBIENTES?
Quando o espaço em que você mora ou trabalha é arrumado com equilíbrio, bom-senso, criatividade e intuição, a vida pode ser mais organizada e harmoniosa, resultando em uma boa saúde, prosperidade, sucesso, amor, bons relacionamentos e espiritualidade. Caso contrário, um quarto ou uma sala com objetos empilhados em desordem, por exemplo, reflete energia estagnada, não tão boa, influenciando negativamente as pessoas que ocupam e habitam aquele lugar.Cada lugar, assim como cada pessoa, é único e possui suas próprias características

CONFIRA A SEGUIR CINCO MEDIDAS SIMPLES PARA TRANSFORMAR A ENERGIA DO AMBIENTE EM QUE VOCÊ VIVE
PRIMEIRO PASSO
Escolha o espaço que será organizado. Feche os olhos e imagine como seria esse cômodo se ficasse livre da bagunça. Em seguida, sinta e tente visualizar como você se sentiria com tudo arrumado. Para começar, parta do cantinho da casa mais desorganizado. O resultado positivo e imediato de transformação lhe dará animo para continuar a transformação por todo o restante da casa.

SEGUNDO PASSO
Acabe com os entulhos. No plano físico, eles atraem pó, que pode causar reações alérgicas e, no nível energético, eles impedem que o Chi (energia) circule livremente, ou seja, essa energia fica estagnada. Sendo assim, elimine tudo o que for velho e inútil, e dê espaço a algo novo.

TERCEIRO PASSO
A bagunça é inimiga da prosperidade. Deixe a organização se tornar parte da sua rotina diária.

QUARTO PASSO
Pratique o desapego. Aceite que você não poderá controlar sua vida se continuar apegada às coisas. Doe tudo o que não tiver mais utilidade para você, e não tenha receio.

QUINTO PASSO
Limpe a casa com mantras e frases positivas. Eles também fazem uma bela "faxina" no astral do ambiente e criam círculos sagrados no espaço, equilibrando as energias. Outros grandes aliados para atrair boas vibrações são os sinos dos ventos, incensos, cantos e, até mesmo, o som das palmas.

"O próprio ambiente que nos cerca influencia nosso estado de espírito, nossas emoções e, consequentemente, nossa saúde e bem-estar."
INFORMAÇÃO EXTRA
A bagunça, muitas vezes, é um reflexo do subconsciente. Ela esconde problemas que não desejamos enfrentar. Reconhecer a causa da desordem é o principal passo para conseguir colocar as coisas no lugar.


Completo e finalizo dizendo que essa faxina deve ser feita diariamente em nossos corações e mentes. Quantas vezes carregamos sentimentos negativos, alimentamos medos e insatisfações e as coisas param de funcionar em nossa volta. Nesse momento é hora de jogar fora o que não quer mais, o que não serve mais para sua vida e fazer uma arrumação!

Experimente começar a semana com mais espaço livre, com menos peso guardado e com mais coisas boas em sua vida, as mudanças só podem ser para melhor!

18.2.11

Batatinha quando nasce...

Nada melhor que uma comidinha cheia de caloria para esquentar tudo!
Melhora a vida, alegra os ânimos e batata é tudo de bom.
Noite dessas maridão e eu fizemos a receitinha a seguir..hummm

Batata Recheada
4 batatas (fizemos com a normal mesmo, aquela que tinha em casa)
2 gomos de calabresa defumada
200g de mussarella ralada
azeite, orégano e sálvia

Embale a batata em papel alumínio, depois de lavá-la bem. Leve ao forno pré-aquecido 180º por 30 ou 40 minutos. Para saber se está bom, espete com garfo, ele deve entrar e sair com facilidade.
Enquanto a batata estiver lá no forno. Pique a calabresa em cubos, não muito pequenos e frite com um fiozinho de azeite.
Depois de retirar a batata, corte-a no sentido do comprimento, amasse um pouco e regue azeite, orégano e sálvia. Acrescente a calabresa frita e cubra com mussarela. Feche novamente o papel alumínio e leve mais 5 minutinhos ao forno.
Pronto, fica uma delícia!


Gostou? Adoro batata, se pudesse comeria todo dia...
Fica a dica para o final de semana..que já está quase aí!!!

Livre, leve e solta!

"Tenho pensamentos que, pudesse eu trazê-los à luz e dar-lhes vida, emprestariam nova leveza às estrelas, nova beleza ao mundo, e maior amor ao coração dos homens"
Fernando Pessoa




Uma pipa no céu...

A vida exige leveza, assim como a viagem. A estrada fica mais bonita quando podemos olhá-la sem o peso de malas nas mãos.
Seguir leve é desafio. Há paradas que nos motivam compras, suplementos que julgamos precisar num tempo que ainda não nos pertence, e que nem sabemos se o teremos.
Temos a pretensão de preparar o futuro. Eu tenho. Talvez você tenha também. É bom que a gente se ocupe de coisas futuras, mas tenho receio que a ocupação seja demasiada. Temo que na honesta tentativa de me projetar, eu me esqueça de ficar no hoje da vida.
Os pesos nascem desta articulação. Coisas do passado, do presente e do futuro. Tudo num tempo só.
Há uma cena que me ensina sobre tudo isso. Vejo o menino e sua pipa que não sobe ao céu. Eu o observo de longe. Ele faz de tudo. Mexe na estrutura, diminui o tamanho da rabiola, e nada. O pequeno recorte de papel colorido, preso na estrutura de alguns feixes de bambú retorcidos se recusa a conhecer as alturas.
O menino se empenha. Sabe muito bem que uma pipa só tem sentido se for feita para voar. Ele acredita no que ouviu. Alguém o ensinou o que é uma pipa, e para que serve. Ele acredita no que viu. Alguém já empinou uma pipa ao seu lado. O que ele agora precisa é repetir o gesto. Ele tenta, mas a pipa está momentaneamente impossibilitada de cumprir a função que possui.
Sem desistir do projeto, o menino continua o seu empenho. Busca soluções. Olha para os amigos que estão ao lado e pede ajuda. Aos poucos eles se juntam e realizam gestos de intervenção...
Por fim, ele tenta mais uma vez. O milagre acontece. Obedecendo ao destino dos ventos, a pipa vai se desprendendo das mãos do menino. A linha que até então estava solta vai se esticando. O que antes estava preso ao chão, aos poucos, bem aos poucos, vai ganhando a imensidão do céu.
O rosto do menino se desprende no mesmo momento em que a pipa inicia a sua subida. O sorriso nasceu, floresceu leve, sem querer futuro, sem querer passado. Sorriso de querer só o presente. As linhas nas mãos. A pipa no céu...
                                                                                                                                         Pe. Favio de Melo


Entre turbilhões de coisinhas começadas, mas longe de "terminadas" dei uma pausa, na verdade as coisas não fluíram hoje!
Olhei essa foto e esse texto agorinha, e copiei!
Desejo que tenha mais brisa na sua sexta...
Mais cheiro de flores e chuva...
Mais tempo para curtir a vida!
Amanhã é sábado, dia de sol, alegria, de ser mais feliz que sempre!
Aposte no seu final de semana para recarregar as energias e fique com o desejo de uma nova semana, cheia de paz e leveza... essa é a palavra da vez em minhas preces...uma vida mais leve!
Quem é leve pode balançar, se deixar levar, sem culpa...não precisa ficar "fincada" no chão, afundando, mesmo sabendo que há outro caminho!
Balance, voe, feche os olhos, sonhe...
Já consigo sentir.... e vc?



17.2.11

Libertando tubarões


Muitas coisas continuam passando pela minha cabeça. Coisas mais agradáveis, confesso! Aliás em minha avaliação de mim mesma, que sempre ocorre depois de momentos de loucura, procuro compreender onde foi que tropecei.
Acho que queria colocar muitas coisas num aquário ao lado da minha cama. O ato de controlar, vigiar e cuidar estão presentes em minhas atitudes mais simples. Sou uma pessoa que mostra-se séria, talvez essa postura pode ser forte e cobrir alguma coisinha que esteja embaixo do pijama!!!!
É muito difícil libertar o tubarão... o meu principalmente. Fico pensando demais nos julgamentos e de menos em mim mesma. Porém, existem vários tubarões, já disse, quantas coisas adoraria levar no meu aquário e cuidar para sempre...penso em vão, que dentro do aquário tudo está perfeito, que o mundo que eu traço para todos os tubarões do meu aquário é lindo e completo, acho que só basta meu olhar, meu cuidado...e que isso é tudo, que eu sou capaz de resolver os problemas do mundo...pura insanidade!
Se pudesse, e vou, soltar os tubarões e deixar que cada um procure seu caminho, talvez compreendesse que não prendo só tubarões, prendo tudo...até intestino!
O mar é tão maior, tão novo e nadar por aí é tão cheio de mudança...preciso prosseguir, libertar o tubarão...o meu, os outros, de todos... difícil!
Muitas vezes penso que desde criança viver num aquário era mais fácil, embora sempre desejasse o mar...
Talvez o aquário vá aumentando aos poucos. Hoje especialmente já arrisco uns pulos por aí, mas o caminho rumo à liberdade se faz um dia de cada vez... Livre hoje de alguns medos, de alguns papéis assumidos que não me dizem respeito...mas muita coisa ainda para libertar...
Um dia o tubarão nadará livremente!
Por enquanto, ele dá umas voltas no aquário bem maior, cansa, reclama, pensa (muito) e vai dormir!!!

16.2.11

Coma manga!

Mais um texto que nunca havia lido.
Recebi ontem de uma amiga do trabalho e fiquei matutando na manga e toda essa história...
Pode até ser "interdisciplinar" demais, mas no fundo a mensagem de simplicidade, fé e família dão o recado que concordo... a vida pode ser melhor e mais simples, sempre!


Teologia moral da manga
Rubem Alves

O velho caipira, com cara de amigo, que encontrei num banco, estava esperando para ser atendido.
Ele ia abrir uma conta. Começo de um novo ano... Novas perspectivas...
E como não podia deixar de ser, também começou ali um daqueles papos de fila de banco.
Contas, décimo-terceiro que desapareceu, problemas do Brasil, tsunami... Será que vai chover?
Mas em determinado momento a conversa tomou outro rumo:
- Qual é então o maior problema do Brasil para ser resolvido?
E aí o representante rural, nosso querido "Mazzaropi da modernidade" falou com um tom sério demais para aquele dia:
- O maior problema do Brasil é que sobra muita manga!
Tentei entender a teoria... Fez-se silêncio e ele continuou:
- O senhor já viu como sobra manga hoje debaixo das árvores? Já percebeu como se desperdiça manga?
- Sim... Creio que todos já percebemos isto... Onde tem pé de manga, tem sobrado manga...
E aí ele continuou:
- Num país onde mendigo passa fome ao lado de um pé de manga... Isso é um absurdo!
Num país que sobra manga tem pouca criança. Se tiver pouca criança, as casas são vazias...
Ou as crianças que tem já foram educadas para acreditar que só 'ice-cream' e jujuba são sobremesas gostosas...
Boa é a criança que come manga e deixa escorrer o caldo na roupa...
É sinal que a mãe vai lavar, vai dar bronca, vai se preocupar com o filho.
Se for filho tem pai...
Se tiver pai e manga de sobremesa é porque a família é pobre...
Se for pobre, o pai tem que ser trabalhador...
Se for trabalhador tem que ser honesto...
Se for honesto, sabe conversar...
Se souber conversar, os filhos vão compreender que refeição feliz tem manga, que é comida de criança pobre e que brinca e sobe em árvore...
Se subir em árvore, é porque tem passarinho que canta e espaço para árvore crescer e para fazer sombra...
Se tiver sombra, tem um banco de madeira para o pai chegar do trabalho e descansar...
Quem descansa no banco, depois do trabalho, embaixo da árvore, na sombra, comendo manga, é porque toca viola...
E com certeza tá com o pé na grama...
Quem pisa no chão e toca música, tem casa feliz...
Quem é feliz e canta com o violeiro, sabe orar...
Quem sabe orar, sabe amar...
Quem ama, se dedica...
Quem se dedica, ama, ora, canta e come manga, tem coração simples...
Quem tem coração assim, louva a Deus...
Quem louva a Deus, não tem medo...
Nada faltará, porque tem fé...
Se tiver fé em Deus, vê na manga a providência divina...
Come manga, faz doce, faz suco e não deixa manga sobrar...
Se não sobra manga, tá todo mundo ocupado, de barriga cheia e feliz.
Quem tá feliz..., não reclama da vida em fila do banco...
Daí fez-se um silêncio...

Gentileza gera gentileza

Pessoal
Passagem rápida, mas com propósito!
Recebi uma dica bem bacana para nosso cantinho, que também adorei.
Vejam que interessante esse projeto http://www.florgentil.com.br/

Achei incrível!
Depois de festas e grandes comemorações, as flores utilizadas sempre sobram...pois bem, muitos decoradores participam do projeto Flor Gentil que recolhe essas flores e faz doações, aos asilos, por exemplo!
Não é muito bacana compartilhar gentileza e alegria?
Se você trabalha com isso, ou quer contribuir de alguma forma para levar mais gentileza às pessoas, dê uma olhadinha no site!



Flores para todos!

15.2.11

Mesas com charme

A inspiração sempre volta!
Para iluminar essa noite e agradecer os papos deliciosos que tive nos dias nublados que passaram... escolhi essas mesinhas super charmosas.
Como amo cozinhas, amo incondicionalmente mesas bem arrumadas.
É o móvel da casa que se pudesse falar, contaria todos os segredos da família e dos amigos. Basta uma mesinha, simples, uns banquinhos e alguns corações, cheios de sentimento para compartilhar... quer cenário melhor para uma boa conversa!?


Adoro vidro com ratan - sem comentário sobre as flores!




A mesas na área externa são minha nova paixão...altas ideias para nossas varandas e churrasqueiras!






Não inspiram ótimas conversas e desabafos?

Imagens: Minha filha vai casar, Achados de decoração e Brabourne Farm

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...