Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

30.9.10

Boa, muito boa!

Recebi esse texto por e-mail de uma grande e especial amiga ( Alê, saudade!). Não pude deixar de publicar!
Acho que pode ser uma boa revidada à Receita de Tucunaré, enviada pelo nosso amigo Coquinho, semana passada...
Espero que gostem!



"Numa ocasião, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, saiu para jantar com sua esposa, Michelle, e foram a um restaurante não muito luxuoso, porque queriam fazer algo diferente e sair da rotina.
Estando sentados à sua mesa no restaurante, o dono pediu licença aos guarda-costas oficiais para aproximar-se e cumprimentar a primeira dama, e assim o fez.
Quando o dono do restaurante se afastou, Obama perguntou a Michelle: Qual é o interesse deste homem em te cumprimentar?
Michele respondeu: Acontece, que na minha adolescência, este homem foi muito apaixonado por mim durante muito tempo.
Obama disse então, com ar de deboche: Ah, quer dizer que se você tivesse se casado com ele, hoje você seria dona deste restaurante?
Michelle respondeu: Não, meu querido, se eu tivesse me casado com ele, hoje ele seria o Presidente dos Estados Unidos."

Sem palavras para terminar a postagem...

29.9.10

Você sabe lidar com o Stress?

Achei um texto bem bacana e gostaria de compartilhar, já que o assunto não é novidade para ninguém!



"Podemos dizer que, na atualidade, é impossível passar um dia sem ouvir alguém nos falar que está muito estressado ou sem que falemos o mesmo para alguém. Mas o que é estresse e como lidar com ele?
A palavra “estresse” (stress, em inglês) significa “estar sob pressão” ou “estar sob a ação de estímulo persistente”. Precisamos entender que esse estado emocional está intimamente relacionado com a busca de cada indivíduo de se adaptar e se ajustar aos estímulos internos e externos, por essa razão, contribui para a nossa sobrevivência. Trata-se, portanto, de um mecanismo normal necessário e benéfico ao organismo, fazendo com que fiquemos mais atentos e sensíveis diante de situações de perigo ou de dificuldades. Mesmo situações consideradas positivas e benéficas, – como é o caso das promoções profissionais, dos casamentos desejados, do nascimento de filhos, etc. –, podem produzi-lo.
O estresse pode, então, ser positivo ou patológico. O estresse positivo tem como principais características: aumento da vitalidade, manutenção do entusiasmo, do otimismo, da disposição física, do interesse, entre outros. Enquanto que o estresse patológico traz reações como: cansaço, irritabilidade, falta de concentração, depressão, pessimismo, queda da resistência imunológica, mau humor, entre outros.
Cada pessoa reage de forma diferente diante das situações da vida; da mesma forma, cada uma reage de forma diferente diante do estresse, variando de acordo com sua sensibilidade afetiva, segundo a “visão” que cada uma tem da realidade, da valolrização do passado ou das perspectivas do futuro. Esta “visão” depende grandemente de nosso psiquismo, do nosso sistema de valores e, até mesmo, da nossa hereditariedade. Quanto mais pessimista for a “visão” de realidade da pessoa, tanto maior será a tendência ao estresse patológico; por outro lado, quanto mais positiva esta for, tanto mais saudáveis serão os efeitos estressores.
Na verdade, esperar uma vida sem estresse é algo impossível, pois, fisiologicamente, equivaleria à morte. O importante não é uma vida sem situações estressantes, mas sim, saber administrá-las de modo melhor, buscando uma postura em que o estresse seja um acontecimento positivo e não um empecilho ao desempenho pessoal, à saúde e à felicidade.
Shakespeare dizia que “as coisas raramente são boas ou más, nosso pensamento é que as faz assim”. Precisamos entender que o estresse sempre é determinado por razões subjetivas e pessoais e começa quando nós percebemos ou entendemos uma situação, uma pessoa, acontecimento ou objeto como sendo um fator estressante, de acordo com nossa interpretação subjetiva.
Para ajudar você a vivenciar os momentos estressantes de forma mais positiva, seguem algumas dicas:

Tente ser positivo
Não enxergue a vida de forma negativa, pessimista. Faça um balanço diário da sua existência, alegre-se com o que ela tem de bom. Procure ver algo de bom na situação, seja uma aprendizagem ou qualquer benefício secundário. Isso não é o mesmo que tapar o sol com a peneira, pelo contrário, este esforço nos faz ver a realidade com seus aspectos positivos e negativos.

Tente “utilizar-se” do estresse
Se você não consegue lutar contra algo que o está incomodando e não tem como fugir, aguente firme e tente usá-lo de uma maneira produtiva.

Olhe à sua volta
Veja se realmente existe alguma coisa que você possa mudar ou controlar na situação. Caso contrário, tenha paciência e dê tempo ao tempo. O tempo é nosso amigo em todas os momentos.

Não sobrecarregue a si mesmo
Tente priorizar um pequeno número de coisas realmente importantes e deixe o resto de lado; não fique se torturando por causa do seu trabalho inteiro. Cuide de cada tarefa conforme ela chega e trate das questões por meio de prioridades. Além disso, diante de uma sobrecarga de trabalho e de responsabilidade, faça um período de descanso.

Durma o suficiente
A falta do sono só agrava o estresse. Procure ter quantidade e qualidade adequadas de sono.

Livre-se gradualmente do estresse. Pratique atividades físicas, seja uma caminhada, seja tênis ou jardinagem. Além disso, faça coisas que você gosta e que o ajudam a relaxar; para isso, separe uma hora do seu dia para fazer uma atividade relaxante, como ouvir música ou ler um livro. Evite, também, levar para casa problemas relacionados ao trabalho; peça apoio à sua família, mas não a envolva em problemas.

Texto de: Manuela Melo

Fica a dica... Relaxe, tenha uma vida mais equilibrada e tente se preocupar com o que realmente importa. Esse é um exercício diário e para a vida toda, é como dizem no AA - Um dia de cada vez!

Que os anjos digam Amém!

São Miguel Arcanjo, cujo nome significa "Aquele como Deus", é considerado o chefe dos exércitos celestiais e o padroeiro da Igreja Católica Universal. É o anjo do arrependimento e da justiça.
Desde bem pequena sempre rezei para o anjo da guarda, aquela linda oração que muitos sabem...
Ontem, jantei com minha mãe e ela me lembrou que hoje era seu dia, por que não compartilhar?



São Miguel Arcanjo,
defendei-nos neste combate;
sede nosso auxílio contra as maldades
e ciladas do demônio,
instante e humildemente vos pedimos
que Deus sobre ele impere e vós,
Príncipe da milícia celeste,
com esse poder divino
precipitai no inferno a Satanás
e aos outros espíritos malignos
que vagueiam pelo mundo para perdição das almas.
Amém.

Não deixe de incluir em seu dia, um momneto para agradecer. Tudo fica mais calmo, melhor e sua vida caminha de forma mais tranquila!
Boa Quarta!!

Sabores da Infância - Falso Arroz de Forno

Outra receitinha muito simples e deliciosa, é o arroz de forno que comia na minha infância.
Nossa, já comentei que tenho boas lembranças dela... e não estão só relacionadas à comida!!!

 Falso Arroz de Forno ( legal que não vai no forno kkkkk)

2 xícaras de arroz
100g de presunto picadinho
1/2 vidro de azeitonas
molho de 2 tomates batidos no liquidificador
2 tomates picados 
1 lata de milho verde
queijo parmesão para polvilhar

Comece refogando os tomates bem picadinhos com cebola, alho e azeite. Acrescente uma xícara de água e deixe  ficar bem molinhos. Acrescente as azeitonas picadas, o milho verde e o presunto. Junte sal e pimenta ao gosto do freguês.
Coloque o molho dos tomates batido no liquidificador e deixe cozinhar por uns 5 minutos. Acrescente o arroz lavadinho e uma xícara de água. Fique de olho e mexa as vezes. Quando o arroz estiver quase no ponto, ainda um pouco durinho, coloque em um refratário e polvilhe queijo ralado.
Sirva!
Quase nem precisa de acompanhamento.




28.9.10

Adoreeeeeiiiiii

Gentem,
Durante o finde, fiquei assim, naquela chuvinha, olhando uns novos blogs e sites.
Encontrei um, que é inacreditável.
Milhares de imagens lindas relacionadas ao tema "festas", que adoroooo!
Nem consegui escolher, entre tantas, aquelas que mais me agradaram. Por isso, recomendo! Entrem e olhem com calma.
Embora muitas festas sejam sofisticadas, a beleza está nos detalhes, que podem gerar ideias para nossas futuras comemorações.
Segue o endereço - http://www.eluckyme.com/

Rose e verde


Laranja


Tons de verde


Visite e depois me fale se eu não estava certa!
É tudo lindo!

Cheesecake de amora e morango

Ainda outro dia, meu pai trouxe do sítio um pote cheio de amoras.
Além de comer várias, a fruta é mesmo deliciosa, queria fazer algo diferente.
Lembrei então de uma foto linda que vi no blog da Fabi, http://figosefunghis.blogspot.com/ , que visito sempre, então fui lá, olhei, copiei e acrescentei os morangos.
Não deixem de passar pelo blog dela, existem receitas variadas e para todas as ocasiões.

Cheesecake de amora e morango
Ingredientes:
Para a massa

200g de biscoito tipo maisena
80g de manteiga sem sal amolecida em temperatura ambiente


Para o recheio
300g de cream cheese
1 lata de leite condensado


Para a cobertura
1 xícara de amoras frescas
1 caixinha de morangos
1 xícara de chá de água filtrada
5 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de suco de limão
1 pacotinho  de gelatina em pó sem cor e sem sabor

Use o processador para moer os biscoitos de maisena até que se transformem em uma farinha. Em uma tigela, junte com a manteiga derretida e misture até formar uma farofa úmida. Coloque no fundo a assadeira de fundo removível, vá apertando até forrar a assadeira todinha.
Na batedeira misture o cream cheese com o leite condensado até formar um creme liso e encorpado. Cubra a massa dos biscoitos com a mistura de creem cheese e leite condensado. Leve ao forno médio (220°) por aproximadamente 15 minutos, ou até que perceba que a base está bem dourada e o creme com uma película branca na superfície. Retire do forno e deixe esfriar. Enquanto isso prepare a cobertura derretento o açúcar em 1/2 xícara de água. Após ferver, acrescente metade das frutas. Cozinhe por 20 minutos em fogo baixo até chegar no ponto de geléia. Acrescente o suco de limão e a outra metade das frutas Desligue e reserve. Hidrate a geletina na outra metade da água e ferva. Deixe amornar e misture à geléia de frutas. Cubra a cheesecake com esta calda (se quiser enfeite-a com algumas frutas frescas inteiras) e leve à geladeira por 1 hora. Sirva bem geladinha.

Bem, ficou delicioso só ainda tenho dificuldade com a gelatina incolor, dessa vez, ela endureceu demais...detalhes!
Tente!!!




27.9.10

Que tal nós dois...

...Numa banheira de espuma?













Boa noite...

Lembranças da infância - Cosme e Damião

Hoje comemora-se dia de Cosme e Damião, os santos gêmeos que protegem as crianças.
Lembro bem desse dia, durante muitos anos, minha mãe colocava doces no jardim de casa e dizia que eu podia procurar alguns, aqueles que não fossem encontrados, os santos pegariam e ficariam agradecidos, sempre nos protegendo... acho que deu certo!
Minha infância sempre foi cheia de histórias e brincadeiras, meus pais sempre me acompanhavam em todas e tenho boas lembanças dessa fase.
Acho que mais que ser pai e mãe e participar, é proporcionar momentos agradáveis que ficarão na memória dos filhos, isso é amor, é educação e se compartilha com o exemplo.
Nosso mundo está empobrecido de momentos família, de ficar no colo, assistir um bom filme juntos, correr na praça, brincar, fantasiar, isso faz a diferença na educação e na hora de fazer escolhas na vida.
Fica a dica, fé, o exemplo e boas ações nunca são demais...


"Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos."
Pitágoras

O Idiota e a Moeda

Aí vai um segredinho para começar a semana...
Leia e tire suas conclusões!



O IDIOTA E A MOEDA 

Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.
Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 RÉIS e outra menor de 2.000 RÉIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.
Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.
- Eu sei, respondeu o tolo. "Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda”.
Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.
A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.
Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.
Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos.
O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação.
Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam... é problema deles.

Arnaldo Jabor

26.9.10

Tudo acaba em pizza

Ontem reunimos os amigos que topam tudo, de sempre, para mais um evento gastronômico.
Aprendemos com o Rafa, a receita da massa da pizza, quer dizer, meu marido aprendeu. Depois da massa feita, foi só abusar da criatividade!
Segue receita, que rende 8 pizzas médias

2 kg de trigo
50g de fermento ( dois punhadinhos- marido que disse)
água morna ( fomos colocando aos poucos, mas deu por volta de 800ml)
óleo ( 200ml)
azeite ( 100ml)
sal a gosto

Misture todos os ingredientes em uma bacia grande, amasse bem. Divida em 8 partes, fazendo bolinhas com elas e sove bem. Deixe descansar, elas crescerão.
Depois é só abrir a massa e rechear.

Fizemos molho caseiro, com tomates sem sementes batidos no liquidificador com majericão fresco, orégano, pimenta, sal e azeite.
Seguem algumas fotos de alguns sabores...

A foto artística, direto do forno!


Brócolis, milho e bacon


 Quatro queijos com manjericão


Palmito


Atum



O Rafa fez também dois pães recheados, com a mesma massa!
Como sobrou massa, daqui a pouco vamos tentar montar o nosso aqui em casa...depois mostro pra vcs como ficou!



Bem, para fechar o final de semana, não tenho nada melhor para compartilhar que esses momentos que passamos ao lado de pessoas especiais.
Turma, vcs são tudo de bom na nossa vida

Meus amigos são todos assim...

metade loucura, metade santidade.
Escolho-os não pela pele, mas pela pupila....
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
Amigos...
Fico com aqueles que fazem de mim "louco" e "santo".
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias
e aguentem o que há de pior em mim.
Coisa de louco...
Louco que senta, horas e horas, de conversa
ou de silêncio e espera
a chegada da lua cheia...
Amigos,
Quero-os santos,
para que não duvidem das diferenças
e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Não quero deles só o ombro ou o colo,
quero também sua maior alegria...
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Quero amigos sérios,
daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem.
Mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos, nem chatos.
Quero-os metade infância e metade velhice.
Crianças,
para que não esqueçam o valor do vento no rosto...
E velhos,
para que nunca tenham pressa.
Amigos,
preciso deles para saber quem eu sou,
pois os vendo loucos e santos,
bobos e sérios,
crianças e velhos,
nunca me esquecerei que a normalidade é uma ilusão.. estéril'

Oscar Wilde

 Beijos e amo vcs...

O domingo e o "quase"

O domingo aqui está delicioso.
Uma chuva gostosa, um friozinho lá fora...
Ótimo para ficar tranquila, no sofá, cobertinha...um carinho!
Quase, que não passo para deixar a postagem, quase que nem saio da cama...mas lembrei desse texto...sobre o quase, e resolvi tomar uma atitude...nada de quase!




Quase

Ainda pior que a convicção do não é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase.
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto.
A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados.
Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. ( melhor frase, se me permitem)
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Sarah Westphal Batista da Silva

Bom domingo...

25.9.10

Nada como a nossa cama!

Num sábado assim, dá uma vontade de curtir nossa casa, arrumar nossas coisinhas e ficar meio devagar!
Nosso quarto com nosso cheirinho....aí, tem coisa melhor?
Adoro minha cama, mas essas que achei por aí, não sei se tão boas e aconchegantes como a minha, mas que são lindas, ninguém pode negar!
Belas imagens para alegrar o sábado a tarde...











Hummm deu até soninho!!!
Volto Amanhã...

Bom final de semana!



VENDEDOR DA ROÇA....

Um garotão inteligente, vindo da roça, candidatou-se a um emprego numa
grande loja de departamentos da cidade.
Na verdade, era a maior loja de departamentos do mundo, tudo podia ser comprado ali.
O gerente perguntou ao rapaz:
- Você já trabalhou alguma vez?
- Sim, eu fazia negócios na roça.
O gerente gostou do jeitão simples do moço e disse:
- Pode começar amanhã. No fim da tarde venho ver como se saiu.
O dia foi longo e árduo para o rapaz. Às 17h30 o gerente se acercou do
novo empregado para verificar sua produtividade e perguntou:
- Quantas vendas você fez hoje?
- Uma!
- Só uma? A maioria dos meus vendedores faz de 30 a 40 vendas por dia.
De quanto foi a sua venda ?
- Dois milhões e meio de reais.
- COMO CONSEGUIU ISSO???
- Bem, o cliente entrou na loja e eu lhe vendi um anzol pequeno, depois
um anzol médio e finalmente um anzol bem grande. Depois vendi uma linha
fina de pescar, uma de resistência média e uma bem grossa. Para
pescaria pesada. Perguntei onde ele ia pescar e ele me disse que ia
fazer pesca oceânica. Eu sugeri que talvez fosse precisar de um barco,
então o acompanhei até a seção de náutica e lhe vendi uma lancha
importada, de primeira linha. Aí eu disse a ele que talvez um carro
pequeno não fosse capaz de puxar a lancha e o levei à seção de carros e
lhe vendi uma caminhoneta com tração nas quatro rodas.
Perplexo, o gerente perguntou:
- Você vendeu tudo isso a um cliente que veio aqui para comprar um
pequeno anzol?
- Não senhor. Ele entrou aqui para comprar um pacote de absorventes para a mulher, e eu disse:
'Já que o seu fim de semana está perdido, por que o senhor não vai pescar?

24.9.10

Calabresa na cachaça

Enquanto ouve o DVD da Cher, como sugeri anteriormente... prepare um delicioso belisquete para fazer seu happy hour de hoje...

Calabresa na Cachaça
 3 calabresas defumadas
2 cebolas médias cortadas em rodelas
1 copo de cachaça
azeite

Corte as linguiças em fatias, regue uma frigideira com azeite e frite-as até dourar. Acrescente a cebola e deixe dourar também. Quando estiver tudo bem douradinho, junte a cachaça na frigideira e deixe flambar.
Sirva com pãezinhos e uma bebidinha bem refrescante!




All or Nothing

Como a sexta já chegou, segue uma dica de DVD para ter, ouvir e ouvir e ouvir!
A Cher embalou uma das melhores fases da minha vida. Quanto cantar Belive nas baladas com as meninas.
Aposto que todas estão lembradas do Armazém e de nossas noitadas "só garotas", né meninas????
Fabi de bobe, gritarias no túnel e Chandon... que delícia!
Bem, fica então a dica do DVD dela, para embalar momentos especiais. o show é um superrrr SHOW. 
Tenho o da imagem abaixo e sempre que recebo visitas coloco para acompanhar nossos comer, bebes e papos.
Belive e All or Nothing são inesquecíveis... 


Boa sexta!!!

23.9.10

Primavera - Por Martha Medeiros

Para finalizar, achei esse texto bem interessante! Tb Queria...

A VIDA E AS ESTAÇÕES

Eu queria que a vida fosse dividida em quatro estágios, mas que não acabasse nunca
A infância é como a primavera. É pura novidade e um calor que não sufoca nem faz pensar bobagens. Tem uma inocência quase cafona, uma singeleza clássica, e traz no íntimo a certeza de que pela frente vem coisa boa. A gente quer que passe logo, mas sabe que nunca mais será tão protegido, a mordomia não será eterna. É quando as coisas acontecem pela primeira vez, é quando num arbusto verde vemos surgir alguns vermelhos, é surpresa, a primeira de uma série.
A adolescência é como o verão. Quente, petulante, libidinosa.
Parece que não vai haver tempo para fazer tudo o que se quer e o que se teme. É musical e fotogênica. Dúvidas, dúvidas, dúvidas em frente ao mar. Mergulha-se no profundo e no raso. Pouca roupa, pouca bagagem. Curiosidade. Vontade que dure para sempre, certeza de que passa.
Noção do corpo. Festas e religião. Amor e fé.
A maturidade é como o outono. Um longo e instável outono,
que alterna dias quentes e frios, que nos emociona e nos gripa. Há mais beleza e o ar é mais seco, porém é quando se colhem os melhores abraços. Ficar sozinho passa a não ser tão aterrorizante. Fugimos para a praia, fugimos para a serra, as idéias aprendem a se movimentar, a fazer a mala rápido, a trocar de rota se o desejo se impuser, e não é preciso consultar o pai e a mãe antes de errar. É o outono que tentamos conservar.
O inverno é como a velhice. Tem sua beleza igualmente, exige lã, bolsa de água quente, termômetro e uma janela bem vedada. O que não queremos que entre? Maus presságios. O inverno é frio como despedida de um grande amor, mas sabemos que tudo voltará a ser ameno. Queremos que passe, temos medo que termine. Ficar sozinho volta a ser aterrorizante. O inverno é branco, é cinza, é prata. É grisalho.
E, de repente, também passa.
Eu queria que tudo fosse verdade, que a vida fosse assim dividida em quatro estágios que mais parecem estações do ano, mas que não acabasse, que depois do inverno viesse outra primavera, e outro verão, e outro outono, que nunca são iguais, mas sempre se repetem, sempre voltam, são tão certos quanto o sol e a lua, todo dia, toda noite. Eu queria.

Martha Medeiros


Que você faça de cada estação, uma nova aprendizagem, que seja feliz, na primavera, no verão, no outono e também no inverno...
Boa noite!


Primavera - Por Myles Munroe

“...A tragédia ocorre quando uma árvore morre na semente.”

Quer ver um milagre? Tente este. Tome uma semente menor do que um grão de arroz. Ponha a semente debaixo de alguns centímetros de terra. Dê-lhe água, luz e fertilizante, e prepare-se. Uma montanha será removida. Não importa se o chão é bilhões de vezes mais pesado do que a semente. A semente o romperá.
A cada primavera, sonhadores em todo o mundo plantam pequeninas esperanças em solo improdutivo. A cada primavera, suas esperanças surgem em condições desfavoráveis e brotam.
Não devemos subestimar o poder de uma semente.
Nunca subestime o poder de uma semente.
O que você me responderia se eu tivesse uma semente na minha mão e lhe perguntasse: “O que tenho aqui?” Talvez me respondesse, obviamente: “Tem uma semente”. Entretanto, se você entende a natureza de uma semente, a sua resposta seria um fato e não uma verdade.
A verdade é que tenho na minha mão uma floresta, por quê? Por que em cada semente há uma árvore, em cada árvore há frutos com sementes e nessas sementes também há árvores com frutos e, sementes que germinarão em outras árvores com frutos sementes etc. Em síntese, o que você vê não é tudo o que existe. Isto é potencial. Não se trata do que é, mas do que poderá vir a ser.
Deus criou tudo com potencial, inclusive você. Ele colocou uma semente dentro de cada coisa e plantou dentro de cada um que criou. Tudo na vida tem um potencial.
Não aceite o seu presente estado como definitivo porque ele é apenas isso, um estágio, uma fase de sua vida. Não se satisfaça com sua última realização, por que há muitas outras ainda.


Primavera - Por Le petit prince II

"Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas."



Antoine de Saint-Exupéry
 
Imagem: Brabourne Farm



Primavera - Por Le Petit Prince

"Foi o tempo que dedicastes à tua rosa que fez tua rosa tão importante"

Antoine de Saint-Exupéry





Primavera - Por Vinícius de Morais

A Primavera

O meu amor sozinho
É assim como um jardim sem flor,
Só queria poder ir dizer a ela
Como é triste se sentir saudade.
É que eu gosto tanto dela,
Que é capaz dela gostar de mim,
Acontece que eu estou mais longe dela
Do que a estrela a reluzir na tarde.
Estrela, eu lhe diria,
Desce à terra, o amor existe
E a poesia
Só espera ver
Nascer a primavera
Para não morrer.
Não há amor sozinho,
É juntinho que ele fica bom,
Eu queria dar-lhe todo o meu carinho,
Eu queria ter felicidade.
É que o meu amor é tanto,
Um encanto que não tem mais fim,
No entanto ela não sabe que isso existe...
É tão triste se sentir saudade,
Amor, eu lhe direi,
Amor que eu tanto procurei,
Ah! quem me dera eu pudesse ser
A tua primavera
E depois morrer.

 

Vinícius de Moraes e Carlos Lyra



Imagem: Brabourne Farm






Primavera - Por Cecília Meireles

"Aprendi com a primavera; a deixar-me cortar e voltar sempre inteira."

Cecília Meireles


Imagem: Brabourne Farm

Primavera - Por Mario Quintana

Encantação da Primavera

Brotam brotinhos na tarde feita
Só de suspiros:
O amor é um vírus...
Apenas o general de bronze continua de bronze!
O vento desrespeita todos os sinais do tráfego.
Velhinhos de gravata borboleta
Sobem e descem como autogiros.
O guarda de trânsito virou catavento.
As mulheres são de todas as cores como esses
manequins expostos nas vitrinas,
E onde é que estão, me conta, as tuas esperanças
mortas?!
Lá vão elas – tão lindas – vestidas de verde
Como Ofélias levadas pelos rios em fora
Enquanto eu nem me atrevo a olhar para o alto:
repara se não é
O Espírito Santo que vem descendo em lento vôo
E até ele, até Ele, deve estar assim, – todo irisado
Como os olhos das crianças, como as maravilhosas
bolinhas-de-gude!

Mário Quintana




Imagem: Brabourne Farm

Primavera - Por Victor Hugo

"O inverno cobre minha cabeça, mas uma eterna primavera
vive em meu coração."
Victor Hugo




Acorda! É Primavera!!!


Uma nova estação chega e com ela novos ares, novas cores, novas oportunidades!


Imagem: Brabourne Farm



Adoro essa estação, o tempo começa a aquecer, vem o horário de verão, tudo fica muito mais agradável!
Para comemorar, selecionei várias imagens de flores, que serão postadas a cada duas horas...
Não deixe de passar e se apaixonar, afinal, quem não gosta de flores!

22.9.10

Miss Imperfeita

Postagem de última hora.
Para quem segue o blog, já deve imaginar que vem outro desabafo. Aliás esse espaço foi bem pra isso mesmo, para desabafar... Além de mostra dicas, sugestões, receitinhas...e outras coisinhas que podem aparecer!
O texto abaixo é perfeito e deve ser compartilhado, como se fosse um grande manual!
Dea, Adorei amiga!!!



Sou a Miss Imperfeita, muito prazer.



A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, cuido dos filhos (se tiver),marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de emails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente e ainda faço as unhas e depilação, e ainda cuido do cabelo!
E, entre uma coisa e outra, leio livros.
Portanto, sou ocupada, mas NÂO uma Workholic.
Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.
Primeiro: a dizer NÃO.
Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás. Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.
Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros. Seu pai e sua mãe acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.
Você não é Nossa Senhora.Você é, humildemente, uma mulher.
E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante.
Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.
Tempo para fazer nada. Tempo para fazer tudo. Tempo para dançar.
Tempo para sumir dois dias com seu amor. Tempo para uma massagem.
Tempo para ver a novela. Tempo para conhecer outras pessoas. E Tempo até para voltar a estudar.
Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de EXISTIR.
Existir, a que será que se destina?
Destina-se há ter o tempo a favor, e não contra.
A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.
Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.
Se o trabalho é um pedaço de sua vida, ótimo!
Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que trabalha e ocupa o seu tempo, fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir, desde que se lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir dessa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.
Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.
E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'



Martha Medeiros - Jornalista e escritora

Será que gostou, tanto quanto eu?
Espero que sim!!!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...