Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

16.3.11

Risotto de açafrão com acompanhamentos

Aqui em casa andamos meio distantes da cozinha... creio que seja uma fase, meio sem inspiração. Mas, no último encontro com amigos mais que especiais, caprichei no risotto. Confesso que o ponto dessa iguaria ainda não é minha especialidade, mas os amigos nem ligam...comem tudo!!!!


Risotto de açafrão
100 g de manteiga
Meia cebola picada 
 1 xícara (chá) de azeite extra virgem
200 g de arroz arbóreo
1 xícara (chá) de vinho branco
4 colheres de sopa de açafrão em pó
1 litro e meio de caldo de carne
50 g de parmesão ralado
1 xícara de creme de leite
sal a gosto

Numa panela, coloque metade da manteiga e 1/3 de xícara de azeite (reserve o restante) doure a cebola picada. Junte o arroz  arbóreo e refogue por uns 2 minutos. Acrescente o vinho branco e deixe o álcool evaporar, leva aproximadamente 2 minutos. Coloque o açafrão em pó e aos poucos adicione o caldo de carne, mexendo sempre. Cozinhe por uns 20 minutos. Retire do fogo e acrescente a outra metade da manteiga, o queijo parmesão ralado e o restante do azeite e o creme de leite. Misture bem para deixar o risoto bem cremoso. Sirva em seguida.

Para acompanhar fiz:
Tomates desidratados
Coloquei 5 tomates cortados no sentido vertical e sem sementes em uma forma e reguei com uma mistura feita com uma xícara de azeite, dois dentes de alho amassados, orégano e sal. Deixei por quase 30 minutos assando em forno médio.
Batatas douradas
Usei 5 batatas cortadas no mesmo sentido dos tomates. Cozinhei por 10 minutos em água fervendo e depois assei,  regados também com uma  mistura de 1 xícara de azete, páprica picante, pimenta do reino, sálvia e sal.
Na hora de servir, organizei tudo no refratário, ficou lindo e cativou os amigos que foram convidados para o jantar!


3 comentários:

Karina Bottura disse...

hun!!! que delícia! me deu até vontade... beijo

Luciana disse...

Adorei seu blog, que delicia um pouquinho de cada coisa, bem como é a nossa vida, profissionais, cozinheiras, decoradoras, sonhadoras, poetas. estarei por aqui sempre.
lu

Roberta Lito disse...

Que belo prato, podemos postar lá no blog, que acha?

Bjks

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...