Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

26.10.10

Alimente o lobo certo...

O texto a seguir é muito interessante. Já faz um tempo que conheço, mas não canso de lê-lo e me questionar, se quando as coisas estão difíceis, estou dando comida demais para o lobo errado...




Lobos internos
Um velho avô disse a seu neto, que veio a ele com raiva de um amigo que lhe havia feito uma injustiça:
- "Deixe-me contar-lhe uma história. Eu mesmo, algumas vezes, senti grande ódio àqueles que aprontaram tanto, sem qualquer arrependimento daquilo que fizeram. Todavia, o ódio corrói você, mas não fere seu inimigo. É o mesmo que tomar veneno, desejando que seu inimigo morra. Lutei muitas vezes contra estes sentimentos".
E ele continuou:
- "É como se existissem dois lobos dentro de mim. Um deles é bom e não magoa. Ele vive em harmonia com todos ao redor dele e não se ofende quando não se teve intenção de ofender. Ele só lutará quando for certo fazer isto, e da maneira correta. Mas, o outro lobo, este é cheio de raiva. Mesmo as pequeninas coisas o lançam num ataque de ira! Ele briga com todos, o tempo todo, sem qualquer motivo. Ele não pode pensar porque sua raiva e seu ódio são muito grandes. É uma raiva inútil, pois sua raiva não irá mudar coisa alguma. Algumas vezes é difícil de conviver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito".
O garoto olhou intensamente nos olhos de seu Avô e perguntou:
- "Qual deles vence, vovô?"
O Avô sorriu e respondeu baixinho:
- "Aquele que eu alimento mais frequentemente".

Autor Anônimo

Boa terça-feira!



2 comentários:

Karina Bottura disse...

Perfeito! É uma constante briga interior... Quem devo alimentar???? Nós, seres humanos, temos a tendência a alimentar o lobo com raiva... mas precisamos parar, refletir e alimentar o lobo bom, sempre! Beijo se obrigada por compartilhar esse texto!

Anônimo disse...

Lindo, lindo! Dizer mais o quê?
Beijinho.
Raquel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...