Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

5.6.12

Procura-se...

"Procura-se um amigo, coisa rara nos dias de hoje, por isso valorizo os poucos e bons que tenho!
Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.
Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.
Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive."


Vinicius de Moraes


Acredito que todos passamos por frustrações.
Algumas sem sentido, nem mereceriam a dor de cabeça, de estômago ou de barriga. Seja pq a calça que vc amava, não fecha mais... seja pq choveu no dia que vc programou de lavar roupa, seja a espinha na ponta do nariz no dia da balada( essa frustração não me perturba mais, pelo menos nos últimos 12 anos...)
Outras um pouca mais doloridas, ou muito doloridas... o choro de um filho ( ai, essa dói demais e pelo jeito só passa daqui 90 anos), o sofrimento de alguém qdo descobre uma doença, a tristeza de perder alguém querido, a saudade de não receber mais aquele abraço que vc tanto gostava, a incerteza diante de fofoca, a dúvida diante de olhares estranhos, será que é comigo? será que fiz alguma coisa? a raiva de saber que não lembraram de vc, seja para um chopinho, para um papinho...para um oizinho... a decepção de saber que aquela irmã, não era assim tão de sangue nem coração como dizia, pq no primeiro problema prefere se afastar, prefere tirar suas próprias conclusões ao invés de conversar, não é isso que amigos fazem? Conversam...por isso são amigos, se for para deixar para lá, que importância tinha?
Os amigos que tenho, já foram muitos e mais unidos, hoje ainda os amo como sempre, mas os caminhos da vida nos levam para lá, para cá e cada um tem sua prórpia trilha. Uns preferem caminhar na chuva, de ombros caídos e tremendo de frio, outros correm pelos campos floridos atrás de borboletas, cada um sabe o que quer de sua vida, não julgo ninguém, não culpo ninguém, amo todos, uns mais, outros menos...Isso não me deixa trsite, não, não é um desabafo de tristeza, mas de aprendizado, de evolução, de olhar os caminhos que escolhi na vida, pq cada coisa que nela aocntece é resultado de uma escolha minha tb, muitas vezes a palavra errada saiu daqui, o lhar atravessado foi feito por mim, o afastar o deixar pra lá...enfim, tudo que acontece é resultado de uma escolha minha, ninguém tem culpa por isso. Muitas vezes as escolhas geram um sentimento ruim, mas depois de um tempo, vem o aprendizado, vem a possibilidade de procura e reencontrar amigos!
Amigos te ouvem, de portas fechadas e coração aberto. Te aconselham com a Bíblia na mão, choram com vc diante dos problemas, fazem novenas, querem seu melhor e curtem suas conquistas. Esses verdadeiros, sabem que vc se afastou pq precisava, que vc disse não pq era o melhor naquele momento, que vc os deixou para não magoar ainda mais, apenas por respeito.
Amigos se aproximam sem vc pedir, te vistam sem vc convidar, te esperam sem nada para oferecer, apenas aquele abraço sincero e aquele sorriso acolhedor...
Bom saber que Vinícius de Moraes passa por situações de questionamento sobre amizade como eu e como vc... pelo menos não estamos sozinhos nessa jornada!

2 comentários:

Anônimo disse...

Texto lindo, Ju!!!
Como é bom ter amigos recheados de coisas boas, amor, carinho, palavras na medida certa, sejam estas esperadas ou até amedrontadoras, mas que são ditas para nos fortalecer e nos encorajar para seguir adiante... Obrigada por fazer parte da minha vida!
Um beijo especial!
Raquel

Karina Bottura disse...

Adorei o texto! Um abraço virtual da sua amiga aqui... Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...