Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

12.5.12

Meu 1º dia das Mães

Antes de ser mãe, eu fazia e comia refeições quentes.
Eu tinha calmas conversas ao telefone.
Eu dormia tão tarde quanto eu quisesse e nunca me preocupava com que horas iria para a cama.
Eu escovava meus cabelos e tomava banho sem pressa.
Minha casa estava limpa todos os dias.
Eu nunca tropeçava em brinquedos, ou pensava em canções de ninar.
Eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas.
Eu nem sabia que existiam protetores de tomada...
Eu nunca tinha sido mordida nem beliscada por dedos minúsculos .
Ninguém nunca tinha me molhado.
Antes de ser mãe, eu tinha controle da minha mente, dos meus pensamentos, do meu corpo, e do meu tempo.
Eu dormia a noite toda!!
Eu nunca tinha segurado uma criança chorando para que pudessem fazer exames ou aplicar vacinas.
Eu nunca havia experimentado a maravilhosa sensação de amamentar e saciar um bebê faminto.
Eu nunca tinha olhado em olhos marejados e chorado.
Eu nunca tinha ficado tão gloriosamente feliz por causa de um simples sorriso.
Eu nunca tinha sentado tarde da noite só para admirar um bebê dormindo.
Eu nunca tinha segurado um bebê dormindo só porque eu não queria deixá-lo.
Eu nunca havia sentido meu coração se quebrar em um milhão de pedaços porque eu não pude parar uma dor.
Eu nunca imaginaria que algo tão pequeno pudesse afetar tanto minha vida.
Eu nunca soube que eu amaria ser mãe.
Eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora de meu corpo.
Eu não conhecia a força do amor entre uma mãe e seu filho.

Eu não conhecia o calor, A alegria, O amor, A preocupação, A plenitude,
Ou a satisfação de ser mãe. Eu não sabia que era capaz de sentir tudo isso com tanta intensidade!




Nesse primeiro dias das mães, não posso pensar em mais nada do que agradecimento. Foram nove meses de espera que justificaram a maior alegria que já senti na minha vida! Hoje, mãe, compreendo mais a minha mãe, suas preocupações, seus medos, seus conselhos, entendo quando a via chorar escondido, rezar baixinho, sorrir com os olhos... agradeço por minha mãe, pq um pouco dela vive em mim, agradeço a minha filha, por me ensinar s ter mais fé, mais amor, mais esperança....
Feliz Dia das Mães para quem vive essa experiência...

3 comentários:

Maria Helena Mueller - Lelê disse...

A Carolina é LINDINHA D+!!!
Estragasses a surpresa que eu iria fazer pra ti, iria postar no FB só amanhã...rs...sendo assim vou mandar agora mesmo...hehe...
Bjks Linda Ju!

Karina Bottura disse...

Jú, Feliz dia das mães!! Amamos conhecer essa lindeza que lhe trouxe tanta alegria (e pra nós também, não tem como não se apaixonar por ela)! Amanhã dê uma passadinha no blog que terá uma homenagem ao dia das Mães! Beijos

Juliana Manente disse...

Lele, obrigada pela linda amizade e pelo recacinho lindo na face... um bj em seu coração
Ká, sua amizade e a do Fer é uma benção para nossa família, adoramos a visita, o papo e as risadas, um gde bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...