Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

8.8.11

Sobre errar...

Sempre ouvimos que “errar é humano”, mas será que precisamos toda vez, aceitar esse erro? Na maioria das vezes, “errar é humano” é usado praticamente como uma desculpa para justificar algo que tenha ocorrido sem que se tivesse avaliado profundamente os motivos que geraram o mesmo.
Na minha opinião, temos uma tendência a justificar os erros ao invés de abordá-los e tentarmos resolvê-los. É mais simples e rápido acharmos um culpado e nos contentarmos com isso, ainda que a solução do problema resida numa análise simples que poderia evitar o erro por definitivo.
Deus nos deu a dádiva de sermos compreensivos, racionais e inteligentes para assumirmos que erramos ou pensarmos antes de agir.  Assim, antes de qualquer atitude ou palavra dita, devemos parar, respirar, refletir e analisar todo o contexto. Precisamos compreender o que estamos fazendo, quais consequências teremos e a quem atingiremos.
 Se mesmo assim errarmos, o que fazer? Encontrar o erro e saber nomeá-lo talvez seja a primeira coisa, pensar positivo, tirar uma grande lição... pode ser. Se errar é humano, sabê-lo e assumi-lo é o que nos resgata do mais tosco provincianismo.
Ninguém é perfeito que nunca tenha errado na vida, mas ninguém é obrigado a aceitar o seu erro. Quando agimos ,colocamos muitas coisas em jogo e precisamos estar conscientes que toda ação tem uma reação e nem sempre podemos fazer o que queremos achando que tudo continuará igual.
Cometer erros é inerente ao ser humano, mas isso não significa que devemos tolerar e conviver com os mesmos.


Recebi esse texto outro dia de uma Miss Seguidora, Thaís. Gostei muito e não pude deixar de colocar aqui. Como pensamos sobre os erros, nossos e dos outros e como nossa vida pode tomar rumos diferentes depois de uma atitude errada, ou de assumir um erro...ufa...bem reflexivo não?

2 comentários:

Karina Bottura disse...

dizer "errar é humano", muitas vezes é camuflar a preguiça! A preguiça de identificar o erro, de abordá-lo (conforme foi dito no texto), de se questionar, de corrigir... repetir "errar é humano" sempre é sinal de comodidade ou até mesmo de falta de humildade e coragem em assumir o erro e dizer "Desculpe eu errei"! Pois é mais fácil dizer isso do que ir em busca da resolução do erro e encarar as pessoas e pedir desculpas. Aliás Jú... "Desculpas" seria um tema bem legal de ser abordado aqui no blog. Como é difícil dizer essa palavrinha, né!? Mas temos que aprender e sempre dizê-la. Na vida, com os amigos, pais, familiares... no casamento...
Abraço e boa semana
Ká - http://melhor-davida.blogspot.com/

Thais disse...

Ah, que legal!!! So hoje vi "meu" pequeno texto aqui! Adorei, mto legal ter um pedacinho meu aqui nesse lugar tao especial!! bjocas Thais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...