Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

27.3.14

I love it: Foto de grávida

Tem estado de espírito melhor que a gravidez.... é uma fase maravilhoso que sentimos o maor se multiplicar, assim como a cintura...
Adoro imagens criativas de fotos que registram esse momento único!
 






 

21.3.14

Dois anos de muita alegria

Hoje nossa miss maior faz dois anos!
Ao longo desse último, cansei de agradecer por ter recebido presente tão maravilhoso, por ela vale a pena engolir sapos, passar apreensões e acordar a cada novo dia... é simplesmente encantador ver uma criança crescer e se transformar em alguém tão especial, inteligente, carinhosa e capaz de grandes milagres!
Parabéns Carol!


20.3.14

Sobre confiança...

É na hora que o outro respira fundo e solta o verbo que percebemos que não era necessário prosseguir com a discussão, tínhamos razão!
Exercício louco tentar mostrar nossas qualidades, fazer com que o outro perceba nossas virtudes, louco, principalmente quando o diálogo ocorre com seres dotados de muita necessidade de satisfação, incapazes de desprender, desviar, desfazer, para, quem saber, aprender um ponto novo, uma nova dança, um novo caminho...Certa vez ouvi que confiança era uma bolsa de duas alças, uma vc segura, mas o mais difícil, é deixar a outra alça na mão de alguém para assim, compartilhar a responsabilidade de não deixá-la cair.... 
Num trabalho em equipe, a confiança se vê quando uma pessoa solta a alça para viver um pouco sua vida na certeza de que a bolsa não cairá no chão, e qdo retomar, se sentirá leve e satisfeita, por ter com quem contar!


19.3.14

Saquinho de São José...

Hoje, 19 de março, é dia de São José....
Esposo de Maria, foi ele que viu o nascimento do menino Jesus e o criou na infância. Na narrativa de Mateus (1-2) e Lucas (1-2) José é descrito como um homem trabalhador, responsável e justo. Dizem que era um ótimo carpinteiro. Mas, em muitos meios ocultistas, ele era considerado um grande engenheiro para sua época.

É o segundo ano que farei essa simpatia em homenagem ao santo que protege nossa família, dei uma imagem de presente ao meu pai, assim que descobrimos que estava doente e, desde então, mesmo enfrentando obstáculos, nossa fé e união aumentaram e as coisas estão caminhando!

Recebi um saquinho ano passado de minha mãe, esse ano, farei 19 saquinhos e distribuirei....
Pegue um tecido, que nunca foi usado e com ele faça 19 saquinhos. Dentro dele coloque a oração de São José, uma medalha com sua imagem e uma moeda. 
Pense em amigos queridos com os quais deseja dividir suas riquezas, alegrias e momentos de oração, entregue-lhes um saquinho e peça que guarde-o, sempre alimentando com mais moedas ou notas, sem usá-las, ao longo de um ano.
 Ao final de um ano, doe metade da quantia a alguém que necessite e, com a outra metade, comece uma nova simpatia.
Parece incrível, quando abri o saquinho desse ano, nem tinha ideia do quanto consegui poupar...

Eis a oração para que você, com ou sem saquinho, agradeça e faça seu pedido a São José, será certamente atendido!


Ó glorioso São José, a quem foi dado o poder de
tornar possível as coisas humanamente
impossíveis, vinde em nosso auxílio nas
dificuldades em que nos achamos.
Tomai sob vossa proteção a causa importante que vos
confiamos, para que tenha uma solução favorável.
Ó Pai muito amado, em vós depositamos toda a
nossa confiança. Que ninguém possa jamais dizer
que vos invocamos em vão. Já que tudo podeis
junto a Jesus e Maria, mostrai-nos que vossa
bondade é igual ao vosso poder.

São José, a quem Deus confiou o cuidado da mais
santa família que jamais houve, sede, nós vos
pedimos, o pai e protetor da nossa, e impetrai-nos
a graça de vivermos e morrermos no amor de
Jesus e Maria.
São José, rogai por nós que recorremos a vós.



E, uma imagem de como ficaram meus saquinhos!
Até ontem, ia entregar para algumas amigas, mas, passei hoje pela igreja, para uma oração e resolvi deixá-los lá... sei lá, sexto sentido!



17.3.14

Fofuras na decoração de festa

Fico encantada com a infinidade de coisinhas fofas que encontro em festas infantis...
A criatividade das pessoas não tem limites e coisas lindas devem ser compartilhadas!
Tudo isso é Miss demais!


A Carol ainda terá uma festa de tema fazenda! 
Olha que fofura esse centro de mesa?


Amo ideias simples e baratas!


As bandejas usadas ao contrário servem de ótimos porto doces...




Doces em copinhos, vidrinhos, em todo tipo de lugar!



Minha paixão... Tecidos!










Vasinhos decorados como lembrancinhas...amo!



16.3.14

Sobre postagens...




São meia noite e trinta minutos. Preciso estar em pé, para um sábado de trabalho daqui a 6 horas. Agradeço, cara Cris Corsini e ao facebook, por esse desabafo...
Deitei faz uma hora, dei uma espiada no face pelo celular e, encontrei o texto, da postagem anterior, compartilhado na página da Cris. Li, reli, me achei, odiei, amei, pensei e...perdi o sono que estava coçando meus olhos desde às 21 horas. Puxa, e num é que oq a gente pede, vem...e, a inspiração por escrever, chegou agora!
Estou no escritório e preciso colocar pra fora isso que está borbulhando...quem sabe, daqui um tempinho...o sono volta!
Redes sociais... o lado que me atraiu positivamente no texto. É mesmo um perigo, uma exibição sem tamanho e, deve mesmo existir falsidade, assim como gente sem roupa para lavar, sem papas nas línguas e muita gente amargurada que manda indiretas...será que resolvem? Divirto-me e ao mesmo tempo, logo na postagem de baixo, sinto vergonha, depois me indigno, depois paro para refletir...enfim, cada postagem causa uma reflexão e um sentimento.
Penso nos exageros que cometem, talvez que cometa! Penso se as vezes não é demais, se tudo é mesmo verdadeiro...concordo com o fato da tecnologia tomar nossos momentos de  olho no olho de risos em mesas com amigos e do doce cafezinho olhando pro nada, hoje em dia todos têm pra onde olhar, principalmente se a luz do “zapzap” piscar! É preciso educar as crianças para que descubram o prazer da vida simples, do brincar, do faz de conta, contudo, quem fará isso? Nós, primeiramente, precisamos ser reeducados, para voltar a encontrar na simplicidade do ser a verdadeira alegria de viver...
Porém, vamos ao lado da indignação sobre o tal texto.
Posto. Escrevo. Fotografo. Curto. Compartilho.Fuço.
Vivo também e muito bem, preciso registar!
É uma pena, mas através dessa rede virtual de amizade, muitas coisas positivas acontecem e, um lado Poliana me faz pensar no lado bom...
Descubro que amigos distantes conquistaram um sonho, enfim realizaram a viagem desejada, conseguiram mudar de emprego, tiveram filhos, casaram... Sinto-me envolvida com pessoas queridas que correm tanto como todo mundo e, fico feliz por elas. Talvez brote aí minha indignação.
Minha educação, que tanto prezo e passo adiante em minhas exigências, falas e exemplos, me fez ser feliz através da felicidade do outro e, igualmente sentir compaixão.
Das pessoas inseridas em minha rede, posso dizer que sei um pouco da índole e do caráter que possuem, contudo sei filtrar, analisar e relevar suas postagens... sei quando o presente que parecia surpresa, foi forjado, sei quando a fala doce, na verdade pode cobrir alguma amargura, sei dos sumiços, sei dos exageros, sei das lutas e fico feliz com as vitórias... creio que nossa visão sobre o que ocorre na rede é sim, mais importante que ela. Só cai na rede, quem quer!
Compartilho as conquistas da minha pequena, jamais por achá-la mais especial que qualquer outra mãe, compartilho pois convivo pouco com tantas pessoas que me amam e, vivem felizes nessa minha felicidade de mãe sem fim! Carolina é isso que eu posto, mas é muito mais ao vivo! Preocupo-me com os perigos, por isso que estamos sempre com ela e, acima de tudo, minha fé é infinita e tenho certeza que Deus reserva sempre o melhor, Ele prova isso a cada instante!
Coloco sim momentos de alegria, como um maravilhoso marido...mas, tb poderia postar o chinelo que ele sempre deixa no tapete e me irrita, o palito de dente que as vezes fica nos cantos....ele é perfeito ( pra mim) com tudo que tem dentro dele! Mas, acho engraçado as amigas ( Josane essa é pra vc) que brincam com os próprios maridos, mesmo após 25 anos de união ( chego lá, vc é um exemplo) três lindos filhos criados ( tô pensando nesse exemplo J)e tantas habilidades e agora tutorias... é bacana brincar com quem sabe! Pra quem não sabe, desculpe.... vou continuar postando e, lá vai, a brincadeira não é com vc!
Escrevo muito...já postei uma vez, é uma forma de me ver leve, livre, de botar pra fora...não é pra ninguém, é pra mim! Não mando mensagens, não cutuco nem belisco...só sou sum ser pensante sobre o que vivo, vejo e presencio.
Quanto aos momentos felizes...cabe sempre uma foto... sou do tipo que curte mesmo se não foi convidada, até pq convido quem eu quero também! Se na foto editada em fundo colorido aparecem alguns sorrisos cinzas... desculpe, nem vi, meu sorriso e outros são tão coloridos que inundam o ambiente.
Tenho certeza que essa é minha visão sobre a rede. Faço minhas postagens, curtidas etc sempre com base no que acredito, por isso, para mim são verdadeiras, fazem parte da minha história... o que os outros vão fazer com isso, não me cabe.
Esse assunto é mesmo utópico, gera discussão, mas não me aflige. Acredito num mundo de pessoas que se olham, se beijam, se abraçam e são honestas com sua missão a cumprir... muitos pegam atalhos, não me cabe salvar o mundo. Pode até existir inveja, mas ela não pega em mim, pode existir maldade, mas tento ignorá-la, no meu ponto de vista, minha exposição é consciente e mostra como sou, essa sou eu, sou transparente, não consigo rir se a garganta aperta, não consigo chorar se não vier do coração, não vou abraçar se sinto vontade de fugir...
Graças a algumas postagens, que acabei de visitar, pude notar como foi desejada minha gravidez, como as pessoas nos mandavam força, como curtem minha evolução na cozinha, como minhas palavras levam à reflexão, como foi bacana o aniversário dos 30 anos e aqueles brindes com tequila ( nunca mais repetiremos isso) como tivemos passagens de ano bacanas, como os casamentos dos amigos foram festejados, como essas alegrias vem se multiplicando!
Ufa...que bom, missão cumprida. Como eu sei? Aquela inquietação acabou, os olhos coçam, piscam novamente...
Queria postar já, mas... zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
Ops, relendo, faltou algo importante! O bom de postar é manter sua palavra... quem apaga, não deveria ter postado... corajoso é aquele dono de seu saber, dono de sua ideia que não precisa que outros regulem suas escolhas...
E aí, comente oq vc achou de tudo isso!?

bjs

A exposição das nossas vidas nas redes sociais

Compartilho um texto que me causou inquietações... na próxima postagem relato quais foram elas... vou dar um tempo para vc também refletir!



Tenho apenas observado a febre de “quantas curtidas essa imagem merece?” no Facebook e a infinidade de hashtags em fotos do Instagram, para ser encontrado, curtido e seguido. Não sei se eu que estou muito errada, mas nada disso faz sentido para mim.
Existe uma ânsia de demonstrar ser, mais do que realmente ser. Pessoas tiram fotos com taças e sorrisos falsos, enquanto a balada estava quente, insuportável e lotada. Mas o mundo acha que foi bom e isso basta. Aquele sorriso diz aos outros “olha como eu me divirto!”. Mesmo que no fundo nada disso seja real.
Existe uma necessidade invisível de mostrar ao mundo que cada um está vivendo o relacionamento mais perfeito da vida. “Olhem, pessoas, como meu relacionamento é um conto de fadas. Sou uma princesa, esse é meu príncipe e vamos viver felizes para sempre – postando fotos e frases apaixonadas para vocês morrerem de inveja do nosso amor.”
Existe uma insegurança quanto ao que somos. Pessoas que só acreditam em algo quando os outros afirmam. Quem não tem um amigo que trocou a foto do perfil porque ela recebeu menos “curtidas” do que ele esperava? Não basta se achar bonito no espelho. Há pessoas que precisam do elogio e da admiração dos outros para acreditar em si mesmas.
Esse jogo de “ser e aparentar ser” não tem vencedores. Todos são perdedores: perdemos tempo tirando fotos para os outros verem, perdemos a beleza do momento que passa enquanto procuramos o melhor filtro do Instagram para registrá-lo, perdemos chances de olhar nos olhos e dizer “você está lindo(a)!” enquanto digitamos isso em nossos teclados minúsculos de smartphones.
Confesso que não tenho fotos que registrem os melhores momentos da minha vida. Simplesmente porque nos momentos mais felizes de nossas vidas, não nos preocupamos com o que os outros vão achar, não pensamos onde está o celular ou a máquina fotográfica. Pensamos em curtir (de verdade, não clicando em um botão) cada instante, pois sabemos que não há foto nem nada nesse mundo que possa trazer de volta o AGORA, o instante que passa.
Não, não precisa curtir meus textos, minhas fotos, minha vida na timeline. Não precisa curtir nada. Prefiro que venha viver os melhores momentos da minha vida comigo. Sem fotos mas com toda a felicidade a que temos direito. Não precisa elogiar nos comentários, elogie olhando nos olhos, é tão mais gostoso. Não precisa compartilhar meus textos, compartilhe sua vida comigo, cada minuto é de inestimável valor.
Não precisa curtir nada nessas vitrines de vaidades que são as redes sociais. Curta a vida. Com todos os seus sentidos, com toda emoção. O tempo não para. O tempo não volta. O tempo é o bem mais precioso de nossas vidas. De que maneira você tem curtido sua vida?
(Gladys Rosa)

13.3.14

Inspiração : Festa Marinheiro








12.3.14

No que a Miss tá pensando?



Adoraria viver ao lado de pessoas bem humoradas, dotadas da capacidade de fazer florir um simples sorriso, mesmo quando a fase tá dura de passar....

10.3.14

E o sonho continua...

Puxa, fico cada dia mais ansiosa com o passo a passo, as vezes mais lento do que eu desejava, de nossa casinha!
Estamos na fase dos acabamentos e tem sido muito bom ver esse sonho se realizando ao custo de nosso trabalho e amor...
Ela tá indo.... fiquei emocionada vendo as fotos antigas, dos primeiros buracos, paredes e, agora, com as coisas mais consistentes...
Bora que hoje é segunda, dia de trabalho e luta, para termos ainda mais orgulho desses frutos!



9.3.14

Jow - japonese food



Essa maravilha foi um desafio culinário!
No fim das contas nem foi tão difícil de fazer e, pelo sabor, valeu a pena!

1/2 peça de lombo de salmão, sem pele  - corte tiras bem finas com uma parte do lombo e, o restante, pique bem miudinho, em cubinhos.
3 palmitos do tipo pupunha
3 colheres de sopa de alcaparras
2 colheres de cream cheese
azeite, sal e pimenta branca

Em uma panela, doure rapidamente o salmão com azeite. Junte aos poucos o sal, a pimenta, as alcaparras bem picadinhas e o palmito igualmente picado. Cerca de 4 minutos de fogo baixo são suficientes, desligue e junte o cream cheese, mexendo até obter uma massa homogênea.
Com uma colher retire um pouco da massa feita com o salmão, enrole, como se estivesse fazendo uma almôndega e enrole uma das tiras de salmão em volta.
Acomode cada jow, um ao lado do outro, em um refratário e delicie-se!

8.3.14

Sobre ser mulher...


Miss
Acredito que mulheres são seres diferentes.
Somos capazes de passar meses fazendo planos para que algo bem simples possa acontecer. Desde um simples jantar, até uma festa de casamento, sonho de muitas Miss.
Temos o dom de sentir tamanha facilidade em observar situações tão simples como flores no campo, o sorriso de uma criança, as ondas do mar, lindos sapatos salto agulha, paetês e pérolas levemente entrelaçados em detalhes de um vestido, cores infinitas na prateleira da manicure, fios descabelados mesmo após gel, fixador e chapinha....
Nos abraçamos e choramos diante de alegrias e tristezas compartilhadas e, segundos depois, somos capazes de fazer pequenos (ou não) julgamentos sobre a forma como a miss ao lado combinou sapato e bolsa, ou ainda, se repreendeu ou não o filho após uma birra pública... somos sim, sexo frágil! Sou uma miss que se fragiliza com a mentira dita por tantas bocas e  pior ainda, sustentada por tantos corações que foram feitos para desenvolver o amor! Fico muito frágil diante vitrines em liquidação e mesmo após o atraso de 2 horas por causa do futebol, sou capaz, mesmo frágil, de aceitar um convite para  jantar! Fazer o quê? Sexo frágil!
Mulheres casadas, solteiras, ímpares, aos pares, aos milhões, quanto mais, melhor e maiores as disputas, os problemas, a criatividade, a coloração, a diversidade, de tantos sonhos, esperanças, desejos...enfim somos seres feitos do pó das estrelas, acostumadas com o infinito como limite das emoções e dos cartões de crédito. Somos felizes com beijos, abraços, diamantes, lindos vestidos, rosas vermelhas, amarelas e viagens para o fim do mundo...
Imagino como deve ser duro entender uma mulher, eu mesma, linda e miss  não me entendo em minha constante bipolaridade... Sou intensa, sou exagerada, sou muda e me mato de falar, sou cheia de tanta coisa e muitas vezes me perco em meus vazios... Mulheres, somos assim, tudo desse jeito, cada um do seu...

Nesse dia, dedicado a nós, vamos aceitar um abraço, um embrulho, um milk shake, uma pia de louça para lavar, um beijo no canto da orelha, um pedido de desculpas, de casamento... vamos aceitar que nascemos mulheres para viver essa intensa e maluca alegria, seja em dias rosas, outros cinzas, seja com fortes, médias ou fracas emoções, vamos passar um batom, ajeitar os cachos e, se preciso colocar o avental, assim, simples assim, fazendo a cada dia, tudo que já fazemos, dando conta de tanta coisa e, sendo feliz...pq mulher nasceu para sorrir e usar decote, para dar uma sambada e poder tomar kir royal, as vezes... mulheres- miss, deixo aqui meu respeito por todas vocês e um grande beijo!


7.3.14

Dica de restaurante: Uruguai Natural Gourmet

Fiz um breve post sobre nosso passeio por Montevidéu, se quiser conferir Clique Aqui , depois as coisas foram ficando corridas, o blog de lado e nós a todo vapor, como todo mundo que eu conheço!
Bem, hoje sobrou um tempinho e voltei para contar desse restaurante que foi uma das melhores experiências na viagem.
Vimos esse local agradável, singelo, bem na rua de nosso hotel em Punta Carretas, mas não demos muita importância num primeiro momento.
Quase no finzinho da viagem, após um dia bem cansativo em Punta Del Leste, decidimos buscar algo bem próximo para comer rapidinho e, essa maravilha foi nosso destino.
O jantar que a princípio seria rápido, foi se alongando, devido ao local agradável e a comida espetacular!
Foi a melhor carne que provei durante toda a viagem e com um preço muito acessível!
Minha escolha foi um Bife de ancho e o marido optou por uma costela, ambos acompanhados por uma deliciosa salada de folhas e tomate, mas com um molho a base de limão e mel muito bom, além da sardela, dos antepastos e do chimichurri... tudo muito gostoso!
Fica dica, se vc passear por Montevidéu, vá, não se arrependerá!



6.3.14

Diário da Mamãe - Viajar sem filhos


Quando planejamos dividir nossa vida, tudo que sabemos e o que desejamos ainda aprender com uma nova vida, tínhamos a certeza de que estávamos recebendo a maior graça de nossa vida e para ela estávamos preparados, prontos para nos aperfeiçoarmos a cada instante!
Durante quase dois anos, nossa presença com a pequena foi 100%. Finais de semana, dias e noites dedicados à brincadeiras, aprendizados e minutos mágicos.
Mantivemos a rotina de casal, diferente, mas mantivemos. Em casa, continuamos cozinhando juntos, namorando, vendo alguns filmes, muitas vezes não inteiros, mas tudo foi feito junto. Carol dormiu fora uma vez  por mês, levando agitação para as noites na casa das avós, assim jantamos a dois, festejamos com amigos e, no dia seguinte, estávamos morrendo de saudade de doces beijos e abraços.
A vida em família é deliciosa, mas, confesso, quando juntamos trabalho, afazeres domésticos e exigências pessoais, o tempo fica curto e o estresse aumenta um pouco. Portanto tomamos uma decisão, meio que rápida, se fôssemos pensar muito, não tomaríamos... faríamos uma pequena viagem sem a princesa!
A vontade de jantar sem pressa, pegar na mão, conversar tomando um vinho, dormir um pouco sem interrupções ... era necessário para renovar a energia que ficou pausada do casal e, confesso cada casal deve encontrar em sua rotina, tempo para ficar junto, só e com os filhos!
Fechamos cinco dias em Montevidéu e o planeamento de tudo foi super  simples. Carol ficaria uns dias em uma avó, outros na outra e, com ela, foi isso que ocorreu e só!
Carolina ficou hiper bem, curtiu, dormiu, comeu e nem por nós perguntava, qdo ligávamos nem oi queria falar...olhava para o céu, ao localizar um avião dizia “ Oh, mamãe lá..vai trazer presente!”
Agora deixe-me contra o lado daqui, de dentro desse coração!
A culpa tomou conta de mim. Tenho certeza que esse sentimento é  normal, principalmente para pessoas tom ei tipo... que querem estar em vários lugares ao mesmo tempo, adoram fazer muitas coisas, é feliz com tudo junto...mas, falta tempo!
Sou uma mulher que ama a vida que leva, por isso batalho por tantos sonhos e fico agradecida com cada pequeno e único milagre. Talvez por isso, a saudade foi tão grande. Confesso, foi delicioso, mas sofrido!
Sugiro que cada mulher tenha sim um tempo para si, assim estarão ainda melhores para dividir mais tempo com quem se ama.
Pessoas que não dedicam tempo para si, são rancorosas, reclamam de tudo e vivem dizendo que a vida é dura! Tudo bem, concordo,  a vida não é nada fácil, mas nós precisamos fazer boas escolhas!
Dia a dia, a saudade apertava, momentos de culpa também, principalmente aquele diabinho dizendo “ tá vendo, quis filho, agora deixa!”, mas aos poucos preciso me livrar dele e ouvir o anjo lindo que sempre sussurra, “ vai, seja feliz, vc merece!”
Minhas caras, o passeio rendeu boas conversas, vinhos, ótimos pratos degustados sem pressa e, posso garantir voltei com mais vontade de brincar de esconder, de pintar, fazer massinha, recolher brinquedo o dia inteiro, ir para praia procurar conchinhas, passear pelo bosque, dar pão aos patos...enfim, fazer tudo que podemos para desfrutar cada minuto ao lado da nossa pequena.

Fica a dia, se cuida, vá viajar um pouco, almoce com as amigas, vá ao cinema e seja feliz!
Para completar esse relato depois de muito tempo sem alimentar essa categoria do blog, uma foto para justificar tamanha saudade em ficar longe!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...