Ser Miss é ser assim...

" Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem eu não sou.
Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre."

Clarice Lispector

31.8.12

Música para elevar a alma

 


Hoje contei pras paredes, coisas do meu coração...
Quantes vezes não fiz isso em minha vida? Falar com as paredes, com o espelho, chuveiro, travesseiro, tantos e tantos amigos confidentes...
Sempre tive mania de falar com as coisas. Acho que acredito nelas como boas amigas. Elas ouvem, nos fazem pensar e , assim, chegamos a uma boa reflexão.
O travesserio sabe minhas mágoas, meus sentimentos de tristeza, sabe quantas vezes esperei por algo, uma palavra, um abraço, um afago e ele não veio. Sabe ainda quantas esperanças foram morrendo, aos poucos em meio às lágrimas que caíam, sabe de tudo que meu coração ja sofreu, sabe das minhas preces, quantas orações banhadas em sentimentos que fiz acomodada em sua maciez...ai amigo travesseiro se tu falasses, contaria ao mundo quem realmente sou!
O chuveiro, tadinho, ouviu minhas raivas imbutidas, quantas vezes gritei e gritei de raiva por mais uma vez depositar muito em quem pouco vale. Porém em contrapartida foi acariciado por músicas e músicas que ao me banhar relaxava e cantava...a música encanta... cantei por amor, por saudade, por ansiedade... acariciei o barrigão, massagiei os cabelos...fui feliz ao seu lado!
O espelho, que amigo é esse? Ele mostra no brilho dos olhos aquilo que queremos esconder. Já ensaiei para o trabalho...e deu tudo certo! Já ensaiei aquilo que estava engasgado, mas decidi engolir... sabe como é, nem todos os amigos ou pessoas são como o espelho, melhor deixar para lá...mas, falo, falo e falo, até hoje com ele... fico vendo minhas expressões, pensando na vida e refletindo!
As paredes sabem de tudo...ao lado delas  contruí minha vida, meu lar...elas me conhecem por inteiro, sabem de todas as facetas, de todas as alegrias que agradeci de joelhos, de todas as preces que fiz do mesmo modo...do amor dito ao pé do ouvido, das fofocas que ninguém pode saber, das palavras de carinho que expressei e recebi, das tristezas por esperar demais!
Por que será que somos feitos de tantas emoções? Elas não cabem dentro de mim e preciso dizer, sempre em voz alta, mas, quem as deseja ouvir?
Deixa eu dizer que te amo, deixa eu ouvir o mesmo...me deixa chorar, gritar, sofrer as vezes, tudo me fortalece...assim eu cresço, amadureço e sigo em frente, sem medo se ser quem eu sou! Isso me acalma, me acolhe a alma, isso me ajuda a viver...
 
Adeus agosto
Que venha setembro...novos ares!

30.8.12

A moda da jaquetinha

 

 

 

 

 
 
Elas agitaram o inverno e continuam com tudo no verão.
A jaquetinha, que na verdade não esquenta nada, vai dar um charme na nova estação!
Como disse na semama passada, apostem nas cores vibrantes ( as mais ousadas) contudo, as tradicionais também serão uma ótima pedida.
Nesse tempinho que esfria e esquenta elas são a solução e dão um charme em qualquer combinação, seja com calça, shorts, saia e até por cima do vestidinho. E não precisam ser de couro não, elas podem ser fake...
Vejam que são mais curtinhas, justinhas e levam para a onda dos motoqueiros...uau!
Adorei os looks, e vc?
 

29.8.12

A vida, do jeitinho que ela é...

Perguntaram a Mahatma Gandhi quais são os fatores que destroem os seres humanos.
 
Ele respondeu:
“A Política, sem princípios;
o Prazer, sem compromisso;
a Riqueza, sem trabalho;
a Sabedoria, sem caráter;
os negócios, sem moral;
a Ciência, sem humanidade;
a Oração, sem caridade.”
E continuou:
“A vida me ensinou que as pessoas são amigáveis, se eu sou amável;
que as pessoas são tristes, se estou triste;
que todos me querem, se eu os quero;
que todos são ruins, se eu os odeio;
que há rostos sorridentes, se eu lhes sorrio;
que há faces amargas, se eu sou amargo;
que o mundo está feliz, se eu estou feliz;
que as pessoas ficam com raiva quando eu estou com raiva;
que as pessoas são gratas, se eu sou grato.
A vida é como um espelho: se você sorri para o espelho, ele sorri de volta.
A atitude que eu tome perante a vida é a mesma que a vida vai tomar perante mim.”
 
 
 
É incrível como essas palavras podem ser verdadeiras e como o mundo nos dá exatamente o que lhe oferecemos.
Você já passou por momentos de crise, e, certamente, percebeu que, qdo tudo vai mal, sempre tem algo para piorar? Do mesmo jeito que, se você está bem, animada e disposta, as coisas fluem com maior facilidade e, os problemas parecem não ter um tamanho tão grande?
Por que será, que, mesmo sabendo disso, ainda acordamos com humor variado? Nos preocupamos e nos magoamos com coisas que não mudarão?  Isso só atrairá mais energia negativa....
O negócio é mesmo acordar cantando, semear flores e cuidar do seu jardim...o resto é história para contar!

28.8.12

Salada italianíssima com molho de mostarda e mel

 
Voltei para as saladas!!!
Com um tempinho mais leve, agora com a Carolina mais habituada aos horários, resolvemos adotar uma comidinha mais leve e menos congelada em nossas refeições.
Essa salada é nossa preferida e, testamos um molho diferente que ficou ótimo!
 
Para a salada:
rúcula e alface americana, pico com as mãos
tomate seco
muçarela de búfala
palmito
 
Para o molho:
3 colheres de azeite
2 de mostarda
2 de mel
uma pitada de sal, orégano e pimenta barnca moída
Mexa tudo e regue a salada ao servir!!!

27.8.12

Diário da Miss Mamãe XXIX - Os dentinhos :)

Primeiro um pouco de ciência....
 
 
O NASCIMENTO DOS "DENTES-DE-LEITE"

Uma das principais dúvidas que enfrentam os pais no crescimento dos seus pequenos filhos tem a ver com a cronologia da erupção dos dentes. Devido a isto, falaremos um pouco do assunto, a fim de melhorar os seus conhecimentos.
...
O crescimento e o desenvolvimento variam de indivíduo para indivíduo, dependente de sua genética e outros fatores. No entanto, a idade em que irrompem os dentes, tanto os dentes de leite (decíduos ou provisórios) quanto os permanentes, variam muito.
As meninas sempre têm maturação mais cedo que os meninos, de tal forma que se pode esperar que as idades aqui referidas (que correspondem à média) sejam menores para as meninas e maiores para os meninos.
Havendo diferença de mais de 6 meses, é recomendável consultar um especialista.
Nas imagens a seguir, mais importante que a idade, referente ao nascimento do dente, é a cronologia de erupção dental, isto é, a seqüência com que eles irrompem na boca da criança.
 Ainda que esta sequência também possa apresentar variações individuais, elas podem ser prenúncio de alguma anormalidade. Principalmente naqueles casos em que um dos dentes erupciona e o corresponde no outro lado à arcada (seu homólogo) não erupciona. Exemplo: O Incisivo Central Superior direito erupciona e o esquerdo tarda mais de 3 meses para mostrar sua presença. Quando isto acontece, levanta-se a suspeita de que há algum impedimento ou obstrução no caminho da erupção. Isto pode ser um dente extra numerário, um cisto, posição atópica genética ou traumática.
Tão logo se caracterize a irregularidade na sequência de erupção, o dentista deve avaliar esta situação.
 
 
Agora, um pouco de experiência pessoal...
 
Carolina já está com dois dentinhos! O primeiro apareceu com 4 meses e meio e uma semana depois, eis que surge o segundo meninão. Ela já vinha babando muito desde os três meses e dedos e mãos na boca o tempo inteiro, contudo nenhuma febre, mal estar ou seja lá quais sintomais mais podem aparecer.
Certo dia, brincando com ela, vi um pontinho branco no maxilar inferior e, ao passar o dedo...ai que delícia, uma sensação tão gostosa!!!! Agora, nada de passar mais o dedo...ela morde e com força mesmo. A babação melhorou um pouco, mas vira e mexe vai com os dedinhos na boca... parece que eles são mais gostosos que os mordedores...até eu acho que eles são uma gostosura :)
Usamos uma escovinha de silicone para fazer a higiene desde pequenina, ela adora e segundo nossa dentista, é importante acostumá-la desde cedo. Por eqto é só isso que fazemos!
Muitas vezes deixo o mordedor na geladeira e ela adora brincar com ele geladinho, mas logo solta e volta aos dedinhos...
É também uma delícia ouvir a colher estralar ao banter nos dentinhos quando come a frutinha e, agora ela aprendeu a coçar os lábios com eles, então a carinha que ela faz é, simplesmnete linda...
Bem, aí vão os meninões da nossa menininha!
 
 
 

26.8.12

Num é Miss demais?


Palavras que nos levam para longe...sempre são Miss demais!
Ótimo Domingo!!!
 
 
 

25.8.12

Você tem consciência disso?




A consciência de sua missão
Frequentemente eu me pergunto,o que cada um de nós está fazendo nesse planeta?
Se sua vida for somente tentar aproveitar o máximo possível as horas e os minutos, esse filme … bobo.
Tenho certeza que existe um sentido maior, para tudo o que vivemos.
Para mim, nossa vinda ao planeta TERRA tem basicamente dois motivos :
Evoluir espiritualmente, e aprender a amar melhor
Todos os nossos bens na verdade, não são nossos!
Somos apenas as nossas almas e devemos aproveitar todas as oportunidades que a vida nos dá, para aprimorarmos como pessoa.
Que os fracassos são os melhores professores e é nos momentos difíceis que as pessoas precisam encontrar uma razão para continuar em frente..
As nossas ações, especialmente quando temos de nos superar, fazem de nós pessoas melhores.
A nossa capacidade de resistir às tentações, aos desânimos, para continuar o caminho, que nos torna pessoas especiais .
Ninguém veio a essa vida, com a missão de ganhar dinheiro e comer do bom e do melhor.
Ganhar dinheiro e alimentar-se faz parte da vida, mas não pode ser a razão de sua vida.
Tenho certeza de que pessoas como Martin Luther king, Mahatma Gandhi, Nelson Mandela, Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Betinho e tantos outros anônimos, que lutaram e lutam para melhorar a vida dos mais fracos e dos mais pobres, não estavam motivados pela ideia de ganhar dinheiro.
O que move essas pessoas generosas a trabalhar diariamente e não desistir nunca?
A resposta é uma só:
A consciência de sua missão nessa vida .
Quando você tem a consciência que através de seu trabalho, você está realizando sua missão, você desenvolve uma força extra, capaz de levantá-lo ao cume da montanha mais alta do planeta.
Infelizmente, muita gente se perde nessa viagem e distorce o sentido de sua existência pensando
que acumular bens materiais é o objetivo da vida.
E quando chega ao final do caminho, percebe que só vai poder levar daqui, o bem que se faz às
pessoas.
Se você tem estado angustiado sem motivo aparente, está aí um aviso para parar e refletir sobre seu estilo de vida.
Escute sua alma, ela tem a orientação sobre qual caminho seguir.
Tudo na vida é um convite para o avanço e a conquista de valores e harmonia e na glória do bem.



Texto-Roberto Shinyashiki

24.8.12

Blog Miss - Figos & Funghis

No blog Miss da Semana, apresento, para quem não conhece, a super Fabi!
Foi a partir do blog dela que comecei a querer ter um blog e comecei a me arriscar mais na cozinha!
Adoro as receitas que ela posta, a forma clara que descreve e se coloca nas postagens, fica super bacana e pessoal, me sinto amiga de infância delae, as fotos, são simplesmente de dar água na boca!
Fiz uma seleção de algumas receitas que já testei e outras que estão na minha lista, mas, não seixem de passar no Figos & funghis para conferir passo a passo cada delícia!

Destaco a postagem show que colocou na última semana sobre ingredientes básicos da cozinha!
 
 
 
E, para ilustrar... algumas dicas da Fabi
 
 
 
 
 
 
 
É uma injustiça escolher apenas três receitas. Mas, vou explicar...optei por uma muito charmosa, a limonada. Outra deliciosa e prática, a abobrinha e, por último, uma que me surpreendeu, o hambúrguer de salmão...que, ainda não fiz, mas, está na minha lista!
Tire um tempinho e navegue pelo blog, vale a pena!!!
Recomendadíssimo
 
 
 
 

23.8.12

A vida como um brigadeiro

Cada vez mais tenho a certeza que nossa vida pode ser mais gostosa e depende unicamente de nós mesmos. Um dia apertamos demais a calça depois as ideias, os desejos e sonhos... outro, soltamos demais as amarras, a língua,as pessoas queridas...acertar na medida, nem sempre é fácil, mas difícil mesmo é se acomodar, aceitar o amargo de uma decepção e ficar com ele na boca muito tempo, engolir sapos demais e se esquecer que existem coisas mais apetitosas, como um brigadeiro....
 
 
 
Esta semana minha filha fez 21 anos. Nossa como o tempo voa! Estava relembrando cada aniversário, cada fase adorável que vivemos juntas, as festinhas, etc. Como sempre, eu estava fazendo brigadeiro, afinal no Brasil, ao menos em Santos (SP), não existe festa de aniversário sem brigadeiro, e, apesar de morar aqui nos EUA, a tradição permanece, daí percebi certa analogia com a vida.
A vida é igualzinha quer ver?
Primeiro você escolhe os ingredientes, leite condensado, achocolatado e manteiga, na medida certa, isso para fazer o brigadeiro tradicional, mas é muito importante não errar a medida. Depois você coloca na panela e segue mexendo, em fogo brando. No meio do cozimento, começa uma dorzinha no braço, uma vontade de desistir, quando vêm os pensamentos: “será que isso vai dar certo”?
Olha que eu sempre fui conhecida pelos deliciosos brigadeiros que sempre fiz.
Continuando… Vem a sensação de cansaço, será que isso não vai dar o ponto?
Continuei mexendo mais um pouco e falava para mim mesma: se eu desistir vai ficar mole. Lá fui eu com dor e tudo olhando o fundo da panela para ver se já estava no ponto e nada. Se passar, fica duro demais, não posso errar.
Atenção Claudia!
Continuei mexendo, mesmo já sem vontade. Daí o tal soltou do fundo da panela coloquei numa vasilha para esfriar e pronto. Fizemos as bolinhas e cobrimos de chocolate granulado.
Hummmm que delicia!
Como é maravilhoso um brigadeiro bem feito, que sabor tem aquela maciez não é?
Mas você, já deve estar se perguntando: O que tudo isso tem a ver com a vida, o porquê da analogia, não é?
Pois bem, eu explico. Iniciamos nossa vida, nossa jornada, com os ingredientes certos, todos nós. Pode acreditar. A exata medida para sermos o melhor e daí começam os desafios, emocionais, familiares, de trabalho e vem aquela sensação de cansaço, aquela vontade de desistir, dúvidas sobre a própria capacidade.
Por mais que já tenhamos vivido e nos provado inúmeras vezes que somos capazes. A dorzinha é inevitável. Mas se desistirmos, a vida fica mole, sem graça, não é? Se nos detivermos nos problemas mais do que o tempo necessário, endurecemos por dentro. Mas a atenção/consciência faz-nos achar o exato ponto de sair para uma nova realidade, no caso do brigadeiro a travessa para esfriar. Esfriar a mente, o coração para depois fazermos as bolinhas, cobrindo com granulado que nada mais são do que os carinhos que precisamos nos fazer para então finalmente saboreamos a delícia que é viver!
Olha ainda podemos inovar e tentar diversos sabores: morango, nozes, duas cores e assim por diante, criatividade não vai faltar, mas você sabe. A base é uma só, VOCÊ!
Pense nisso hoje.
Tenha Um Bom Dia!
Claudia Malavasi
Terapeuta Floral – Orlando, Florida – EUA.
E-mail: floweressences.healing@yahoo.com

I love it - bolos de casamento













22.8.12

Equilíbrio

Equilíbrio!!!

Para sentir-me pleno, tenho que ser estável.

Para ser estável, é necessário equilíbrio.

O equilíbrio entre:

Ser alegre, e não inconveniente.

Ser sincero, e não machucar.

Ser firme nas idéias, e não arrogante.

Ser humilde, e não submisso.

Ser rápido, e não impreciso.

Ser contente, e não complacente.

Ser despreocupado, e não descuidado.

Ser amoroso, e não pegajoso.

Ser pacífico, e não passivo.

Ser disciplinado, e não rígido.

Ser comunicativo, e não exagerado.

Ser obediente, e não cego.

Ser doce, e não melado.

Ser moldável, e não tolo.

Ser introspectivo, e não enclausurado.

Ser determinado, e não teimoso.

Ser corajoso, e não agressivo.

Ser
feliz, e viver o amor de Deus!!!


21.8.12

Cinco meses de muita alegria!

Minhas lindíssimas
Hoje nossa alegria completa 5 meses.
Passa muito rápido e quando olho as primeiras fotos nem acredito que nossa lindeza foi tão pequenina!
Estamos cada dia mais felizes, mais encantados com as novidades e não cansamos de olhar, apertar e cheirar essa gostosura...

"Você é assim:
Um sonho pra mim
E quando eu não te vejo,
Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito."



Um pouco de nossa alegria diária, compartilhada com vocês!


Primeira coleção da Carolina

Quando era pequena adorava colecionar joguinhos de chá e café. Tinha vermelho, rosa, amarelo, pires, bule,  xícara e bandeja...nossa, as visitas sempre tomavam água neles e eu achava o máximo também!
Tinha ainda roupinhas de Barbie feitas por mim, minha mãe e minha avó, de retalhos de tecido, bordadas e tudo mais, amava brincar com essas coisinhas e... lógico,  não vejo a hora da Carolina mostrar suas preferências. Por enquato ela varia entre uma naninha da Minie, presente da Titia Carla e um leãozinho pendurado no bebê conforto que toca música...
Mas, confesso que já começamos uma coleção para ela, as porcelanas da Hello Kit, vendidas nas bancas e já viraram uma loucura... a vovó comprou todas até agora!
Elas são fofas demais e são acompanhadas de livrinhos de receitas, com temas variados.
Achei bem interessate, contudo as receitas não têm um foco nacional, nem são voltadas às crianças. Encontrei receitas com ingredientes sofisticados e bem elaboradas... acredito que se fossem pensadas para serem realizadas pelos pequenos, acompanhadas dos pais, seria uma proposta mais bacana.
Contudo, a coleção de 50 peças da Carol, já começou!!!
Para saber mais: Sanrio Hello Kit









20.8.12

Tendência - cores vibrantes

Lindas Miss,
Bom dia!!!!
Só eu que andei pelo shopping no final de semana e quase tive que ficar com óculos escuros?
Em pleno inverno, lojas com promoção...mas ninguém acha mais nada que se deseje e...coleção primavera - verão bombando!
Fiquei alucinada com as cores vibrantes e neon que achei em minha visita ao shopping, parece que virou tendência mesmo!
Elas variam do laranja, lima, limão, pink etc e estão por tudo...bolsas, calçados, calças, cintos, blusas, maquiagem...uau adorei!
Achei algumas peças bem interessantes nas lojas, a Zara e a Animale estão com peças leves e foram as que mais gostei, mas confesso que ainda não tive coragem de comprar nada...fiquei na dúvida entre uma camisa e uma saia, mas resolvi esperar!
Bem, aí vão ideias para vc se acostumar...ahhh pegue seu óculos escuro para não se chocar logo cedo !!!!





 

 Esse tom foi o que mais gostei...acho que apostarei em uma peça nele!
 O tal LIMA






Bem, vamos ver se logo já veremos isso pelas ruas... acho que assim que as pessoas tomarem um solzinho e o bronze ficar na pele, esses tons irão arrasar, e vc?

19.8.12

Costelinha bêbada e batata recheada na duplinha do domingo!

Para o domingo delicioso, mais uma dobradinha de receita!

Costelinha bêbada

1,5kg de costelinha suína cortada em tirinhas
100gr de azeitona preta - usei as chilenas, deliciosas- cortadas em tirinhas (sem caroço)
2 tomates italianos cortados em quatro
1 xícara de molho de tomate pronto
4 dentes de alho amassados
1 cebola cortada no sentindo vertical ( cortei em 6 e fui separando as camadas)
sal, pimenta calabresa picadinha, folhas de louro, salsinha e cebolinha picadas
1 lata de cerveja preta - usei Guinness

Em uma panela grande, pode ser de pressão, no azeite, frite as costelinhas após lavá-las e deixar uns 20 minutos em água e sal. Deixe que fiquem coradas, o fundo da panela ficará bem marcado, mexa sempre!
Quando estiverem bem fritas e coradas, retire-as, deixe em um refratário e junte o alho e a cebola, deixe que fritem no azeite, se preciso, acrescente um pouco mais dele. Junte os tomates, a azeitona e os temperos picadinhos, coloque duas xícaras de água e deixe cozinhar por 10 minutos.
Junte as costelinhas no molho feito, essa hora a casa já deve estar bem cheirosa e a barriga já pode até roncar... mexa e junte o molho de tomate e a cerveja preta. Feche a panela de deixe a cerveja secar. Em panela normal, como não uso pressão, ficou por 30 minutos, porque gosto daquele caldão grosso no fundo da panela para jogar por cima do arroz, na hora de servir.
E está pronto!


Batata recheada
Essa fiz bem simples. Lavei bem as batatas e embrulhei em papel alumínio levando ao forno por 30 minutos. Ao retirar o papel alumínio, fiz um corte no sentido do comprimento e coloquei uma mistura de:
3 colheres de azeite
3 colheres de requeijão
sal, pimenta do reino e parmesão ralado

Essa dupla ficou ótima e servi com arroz branco fresquinho!



16.8.12

Diário da Miss Mamãe XXVIII - A alimentação da pequena Miss

Cada dia que passa, essa história de ser mãe é mais encantadora.
Estou simplesmente maravilhada com a fase das frutas!
Bem, antes preciso compartilhar sobre a amamentação. Sempre disse que era uma parte muito importante no meu conceito e que me preocupava com a história de bico de seio dolorido, de bebê não saber mamar, etc.... Não passei por nada disso. Desde a primeira vez que a Carol tentou mamar, ainda na maternidade, horinhas depois de ter nascido, foi tudo muito bem. Claro que, ainda muito pequena engasgava, tinha leite jorrando para todos os lados etc, mas aos poucos fui aprendendo e ela também!
Durante os dois primeiros meses, ela foi alimentada exclusivamente pelo leite materno. Contudo, confesso que as tensões pelas quais passei mexeram com meu organismo e, o leite começou a diminuir. Aquele peitão de dar inveja e de ficar lustroso, foi sumindo e, a Carolina começou a dar sinais, bem próximo ao terceiro mês, de que o que a mamãe produzia, não era mais suficiente. Ela começou a querer mamar com intervalos muito curtos, de duas em duas ou uma em uma hora e ficar irritada, mesmo após mamar. Sentia que apenas 5 minutos em um seio já era suficiente para largá-lo e querer o outro...então, em uma conversa com o pediatra, começamos o NaH.A para completar as mamadas.
Durante duas semanas isso deu certo, mamava no peito e muitas vezes mais 60 ou 90 ml de Nan.
Passamos por dias de rejeição ao seio, outros de rejeição à mamadeira...nada trágico, mas normal. Sempre lidei com tranquilidade, se não queria um, dava o outro sem problemas e , nas próximas mamadas, tudo voltava ao normal.
Com três meses e meio, o leite diminuiu ainda mais e, passei a amamentar apenas duas ou três vezes ao dias, nas demais, apenas mamadeira e , agora, com quase cinco meses, com a procura pelo peito cada vez menor, Carolina vive de mamadeira, na maior parte dos dias...o peito agora é só relax!
Mudamos para o Nan Confort 1, mas, ela não apresentou nenhuma alteração entre um ou outro, apenas o intestino, chegou a ficar três dias sem fazer cocô...
Mas, já faz um mês que começamos com o suquinho de laranja lima e com a papinha de frutas.
O suco ela gostava mais, agora faz doce... já mistura laranja com mamão, com ameixa e até com pera... ela adorou o suco de melancia, mas, alguns dias ele não é aceito!
Já a maior diversão foi com a papa de frutas!
Pela manhã, após a primeira mamada, intercalo o suco de fruta e a tarde, entre três e quatro horas a papa de fruta!
Comecei com mamão, abacate, pêra, banana, ofereci as mesmas amassadas e individuais. As primeiras vezes foi muito engraçado, nada era bom! Carinha feia, rolava, rolava, rolava e jogava fora, mas depois de uma semana, ficou uma delícia!
Hoje, faço misturas entre as frutas, as vezes uso o mix, outras apenas amasso, para ficar uns pedacinhos e ela já experimentou várias misturinhas... incluo sempre ameixa  ou mamão, por conta do intestino e têm ajudado.
Outra solução que encontramos foi ferver a ameixa preta em água e usar essa água no leite. Coloco duas ou três colheres de sopa em duas mamadeiras, isso contribuiu com o intestino também.
Estou ansiosa para a consulta dos cinco meses, que ocorrerá amanhã. Quero questionar várias dúvidas e saber se o que fui fazendo está adequado...não sou extremamente neurótica, investi em alguns sentidos de mãe e fomos passando o mês. Hoje Carolina adora as frutas, sempre abre a boquinha esperando a nova colherada e, quando começa a cantoria, já sei que não quer mais, se insisto, joga tudo fora e faz a maior lambança!
Dei uma lida em uns sites e acompanho um livro também ( qq dia falo sobre ele, acho que tira umas dúvidas e nos dá mais confiança, mas não concordo com todas as afirmações). Achei essas dicas abaixo interessantes e batem com minha forma de pensar!


"Você leu tudo o que encontrou por aí sobre bebês, ouviu os conselhos das amigas e os palpites dos familiares - todo mundo guarda uma dica especial para presentear as mães de primeira viagem. No entanto, em vez de ajudar, tanta informação acabou gerando ainda mais dúvidas. A alimentação da criança, por exemplo, é uma delas. Sabe-se que por volta dos 6 meses é chegada a hora de o pequeno provar os primeiros alimentos sólidos - sem deixar de lado as mamadas, claro. A verdade é que ninguém explica direito como fazer, por onde começar e o que evitar. Pedimos uma mãozinha ao pediatra e nutrólogo Fábio Ancona Lopez, da Universidade Federal de São Paulo, para detalhar o que deve ser feito na hora de oferecer ao filho a alimentação complementar ao aleitamento. Confira abaixo o passo-a-passo:
1. Comece pelas frutas
A primeira novidade no menu do pequeno são os sucos naturais de frutas. Dê preferência às cítricas, como laranja, limão e acerola, que são ricas em vitamina C. Fábio Ancona Lopez dá a dica: "A laranja-lima costuma ter mais aceitação". Vale também misturar frutas e bater o suco com cenoura ou tomate, por exemplo. Segundo o especialista, os líquidos devem ser oferecidos entre as mamadas da manhã. Se o bebê mama às 8h e às 11h, o suco entra lá pelas 9h. A bebida pode ser servida em uma colher, um copinho ou, em último caso, uma mamadeira. A quantidade é bem pequena - cerca de 20 ou 30 mililitros - e varia de pequeno para pequeno.
Atenção: não se preocupe se o bebê fizer cara feia ou recusar o líquido. Muitas vezes, a criança só vai aceitar o novo alimento depois da décima tentativa de apresentação. Assim, se ela não beber o suco hoje, tente novamente no dia seguinte.
2. A vez da papinha doce
Cerca de 10 a 15 dias depois de incluir o suco na vida do seu filho, já é hora de acrescentar um lanche no cardápio dele, antes da mamada da tarde. Aí, não tem segredo. Banana amassada, maçã raspada, mamão... "O ideal é apresentar um alimento de cada vez e, só depois, misturá-los", orienta o nutrólogo. "Dessa maneira, ele aprende a diferenciar os sabores."
Aviso: procure respeitar a vontade e o apetite do pequeno. Não insista mais de três vezes se ele virar o rosto e deixe que ele interaja com os alimentos. Lambuzar a roupa e tudo o que estiver em volta faz parte desse período de iniciação à vida de gourmet. "Comida não é remédio. Não tem dose nem hora exatas", lembra Fábio Ancona Lopez.

3. O primeiro almoço
Um mês de papinhas doces e a criança está apta a degustar sabores salgados. Aqui vai uma receita básica e nutritiva de almoço, que pode entrar na rotina do bebê por volta do meio-dia:
- Refogue 50 ou 100 gramas de carne, frango ou fígado em óleo vegetal;
- Coloque temperos leves, como cebola, cebolinha, salsinha e uma pitada de sal;
- Acrescente água e dois ou três tipos de vegetais. O ideal é misturar uma folha, uma raiz e um legume. Exemplo: agrião, mandioquinha e cenoura;
- Cozinhe até ficar quase seco;
- Amasse com o garfo e ofereça à criança. Não bata no liquidificador, para que os alimentos não percam as fibras. Se os pedaços de carne ficarem muito grandes, você pode batê-los sozinhos e depois colocar de volta no prato;
- Dê uma fruta como sobremesa.
Lembrete: logo após o almoço, evite oferecer leite. Nessa hora, ele prejudica a absorção do ferro de alimentos como a carne.
4. Hora do jantar
Espere entre duas e quatro semanas para preparar o primeiro jantar do bebê. Ele será praticamente igual ao almoço, mas agora a criança pode também comer grãos como arroz, feijão e lentilha. Ao fim de todo esse percurso, seu filho deverá mamar três vezes ao dia (de manhã, à tarde e à noite), além de fazer as refeições elencadas acima. "Se a criança toma fórmulas especiais em vez do leite materno, o esquema pode ser antecipado. Não é preciso esperar até o sexto mês", afirma Fábio Ancona Lopez.
Economize tempo: cozinhe cerca de quatro porções de uma só vez. É só congelar e você terá comida para a semana inteira. Para armazenar, não se esqueça de ferver o recipiente - inclusive a tampa e a colher que será usada. Coloque o alimento até a boca do pote, para que não entre ar. Use uma bacia de gelo para resfriar e depois congele."

fonte: http://bebe.abril.com.br/materia/cardapio-do-bebe/

Para ilustrar, o primeiro contato da Carolina com o abacate, que tanto amo!!!
Posso afirmar que não foi amor a primeira vista, mas agora, adora, misturado com mamão!!!


Na próxima semana espero passar pela experiência das papas salgadas...
Obaaaa!

Como você passa?



Há quem passe e deixe só cicatrizes,
Há quem passe semeando flores.
Há quem passe banhando-nos em lágrimas,
Há quem passe disposto a secá-las.
Há quem passe torcendo por nossa vitória,
Há quem passe aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passe ajudando-nos a levantar,
Há quem passe fazendo-nos cair.
Há quem passe como sombra,
Há quem passe como luz.
Há quem passe como pedra no caminho,
Há quem passe como pedra de construção.
Há quem para todo deslize veja uma falha irreparável,
Há quem nos ofereça o perdão.
Há quem ignore nossos erros,
Há quem nos ajude a corrigir.
Há quem passe rápido, veloz, despercebido,
Há quem deixe marcas profundas.
Há quem simplesmente passe,
Há quem fique para sempre no coração.
Há quem passe pela vida,
Mas, há quem não deixe a vida passar
Sem um gesto de carinho,
Sem o AMOR ofertar!

15.8.12

I love it - cantinhos dos sonhos












Me diz se não são lugares maravilhosos para sonhar?
I love it

14.8.12

Ouro Rosê - como não se apaixonar?

Caras Miss...
Bom dia!
Passei hoje para compartilhar mais uma tendência de moda - o ouro rosê
É muito comum, hoje em dia, encontrarmos peças, verdadeiras ou mesmo lindas bijux nesse tom tão romântico.
A mistura entre os três tons de ouro deve ser abusada, ainda mais, com a chegada da primavera e depois do verão...peles bronzeadas e joias rosadas fazem a maior combinação!
Um pouco de história para vcs...


"No início do século XIX, um dos metais mais populares da Rússia era um ouro de tonalidade rosada, amplamente utilizado em joias e adereços. Durante muito tempo, foi até chamado de ouro russo entre joalheiros e consumidores em geral. Esse termo, no entanto, ficou fora de moda, dando lugar à nomenclatura rosé – ou mesmo ouro rosa – que persiste até hoje.
Essa cor de ouro ficou esquecida por certo tempo, até que, há alguns anos, grandes grifes de joias, inclusive a H.Stern, voltaram apostar nela. Uma das razões para a crescente popularidade desse metal é a sua aparência romântica, que se destaca sobre a maioria dos tons de pele.
A bela e distinta cor do ouro rose é criada pela mistura do ouro puro (naturalmente dourado) a uma liga de prata e cobre. Mas o principal responsável pela coloração é o elemento cobre, que em determinadas dosagens possibilita variações de tonalidade do ouro, que vão do vermelho intenso ao rosa mais suave.
Ao contrário do ouro branco, o rosé tem uma vasta gama de tons – desde um delicado rosa claro até um impetuoso rosa avermelhado, fazendo com que ele seja muito versátil.
Apesar do ressurgimento do ouro rosa ter começado em apenas determinadas coleções de joias, ele está se tornando rapidamente uma tendência de longo prazo. Mesmo os tons de ouro branco e amarelo sendo atemporais e presença constante na joalheria, o rosé vem ganhando espaço. Ele percorreu as passarelas de grandes desfiles da moda e agora aparece em peças de alta qualidade destinadas a tornar-se tesouro de herança familiar"









Digam, não encantam os olhos?

13.8.12

Frango crocante ao forno

Que tal um franguinho bem crocante para começar a semana?
Essa receitinha dá um ótimo aperitivo!




2 colheres de chá de queijo parmesão ralado
1/2 colher de chá Sal
1 dente de alho amassado
4 colheres de sopa Farinha de rosca
1 xícara Maionese hellmann's - uso a de limão
2 colheres de chá Salsinha picada
1/2 frango a la passarinho
Óleo para untar

Pré-aqueça o forno em temperatura média (180°c). Unte um refratário retangular médio e reserve. Em uma tigela, misture o queijo, o sal, o alho e a farinha de rosca. Em outra tigela, misture a maionese e a salsinha. Espalhe a maionese com salsinha sobre todas as partes de frango - usei apenas coxinha e asinha -  passe-as pela mistura de farinha de rosca. Acomode o frango no refratário, cubra com papel alumínio de leve ao forno por 25 minutos. Tire o papel alumínio, repasse as partes do vfrango mais uma vez sobre a mistura da farinha de rosca e deixe dourar por mais 15 minutos aproximadamente.

Já fiz com sobrecoxa desossada, fica muito bom tb!

12.8.12

Aprendi com meu pai...

A dar valor ao trabalho e levá-lo sempre a sério...
A não me negar a ajudar quem precisa, mesmo que não mereça...
A fazer meus deveres com precisão e atenção, por mais simples que seja...
A usar o dinheiro em função da vida e não o contrário...
A ouvir e compreender, mesmo que depois de certa idade, a necessidade de um não...
A valorizar conversas informais, nelas muito conhecimento é trocado...
A cuidar da família, a zelar pelos outros, cada um do seu jeito...
A perdoar as falhas, as dele, as minhas...
A dirigir, a ser confiante e buscar minhas metas, por mais difíceis que sejam...
A chorar de alegria diante de conquistas...
A ser uma boa mãe, uma boa filha, uma boa esposa...
A gostar de carne de porco, costela, mar, andar de bicileta, jogar mico...
A ser perseverante não desistir ( aprendo ainda hoje)
A ter fé, a acreditar e manter a calma, mesmo diante das piores tempestades...
A viver um dia de cada vez, de forma intensa...
A abraçar com o corpo todo...
A importância de se falar hoje, aquilo que se sente, mesmo que doa...
A ser quem sou!




A dizer obrigada, Meus Deus, por poder passar mais esse dia dos Pais ao lado de quem tanto amo...


11.8.12

Tudo valeu a pena - Livro

Como passei muitos dias lá na minha mãe durante minha licença, aproveitei para reviver algumas leituras de antigamente. Meus livros ficam todos lá, pq aqui, no apto, as coisas da Carol estão cada vez ganhando mais espaço.
Entre um livro e outro, resgatei minha coleção da Zíbia Gaspareto.
Tive uma fase com essas leituras, bem quando passei por um momento mais depressivo e buscando construir uma fé que nem sabia que tinha.
Mesmo não acreditando no espiritismo, alguns conceitos trabalhados nos livros me trouxeram reflexões e, que, durante a releitura, pude resgatar!
Tirando a parte voltada à religiosidade, as descrições são profundas e sempre envolvem tramas familiares e relacionamentos entre as pessosa... isso tudo banhado em problemas, como ocorre mesmo na vida real.
Em especial, Tudo valeu a pena, chamou minha atenção por tratar de conflitos familiares e sociais parecidos com os que passei e passo ainda hoje. Essa questão da insegurança, da necessidade de aceitação e mesmo de desapegar do que não é tão importante... bem, relendo, me deparei com algumas passagens e gostaria de compartilhar, além de indicar a leitura , para quem gosta de conhecer outras vivências e fazer uma reflexão sobre a própria vida!


É muito interessante a relação felta entre a vida das pessoas, suas escolhas e a ilusão que têm do mundo material. É incrível como a ganância e o orgulho transformam as atitudes ao longo da história e conduzem esses personagens a caminhos escuros.
A vida, Deus, no caso, nos conduz a caminhos de sabedoria e quando está na hora de se aprender alguma coisa, a vida costuma insistir. Essa passagem é muito interessante porque noto mesmo que, nos lugares onde costumo errar, as pessoas que costumo julgar, muitas vezes são apresentadas para mim com maior frequncia, certamente para que  eu seja capaz de me posicionar diferente. Acho muito importante refletir sobre os erros cometidos, porque geralmente quem não comete erros, não faz nada... e quem comete demais " quando a borracha se gasta mais rápido que o lápis" algo existe de errado. O erro é um caminho para a acertividade.
Atitudes de bem, afastam o mal. Pensamentos positivos, oração, fé e pessoas de coração leve só podem gerar coisas positivas, o livro mostra bem essa relação entre as reclamações e mais motivos para se reclamar, assim como, atitudes bondosas e compreensivas atraem atitudes e pessoas com essas mesmas características, formando assim um ciclo.

" A fé é uma conquista preciosa que nos fortalece e ilumina. Não aparece de uma hora para outra, mas é construída laboriosamente por meio das experiências"

A leitura e, agora, em outra fase, a releitura, me trouxeram aprendizados... tudo que se faz com fé, frutifica e tudo que vem de um coração puro, só pode gerar frutos bons e saudáveis, para si, para os outros e assim deveria ser com todo mundo...
Fica a dica!

10.8.12

Num é Miss demais?

Hoje é o dia de retomar o trabalho...
Minhas tardes terão outras atividades, um pouco distante da Carolina, mas, logo nos adaptaremos!



9.8.12

Sobre educação e mentira






O Dr. Arun Gandhi, neto de Mahatma Gandhi e fundador do Instituto M.K. Gandhi para a Vida Sem Violência, em sua palestra de 9 de junho, na Universidade de Porto Rico, compartilhou a seguinte história como exemplo da vida sem violência exemplificada por seus pais:
"Eu tinha 16 anos e estava vivendo com meus pais no instituto que meu avô havia fundado, a 18 milhas da cidade de Durban, na África do Sul, em meio a plantações de cana de açúcar.
Estávamos bem no interior do país e não tínhamos vizinhos. Assim, sempre nos entusiasmava, às duas irmãs e a mim, poder ir à cidade visitar amigos ou ir ao cinema.
Certo dia, meu pai me pediu que o levasse à cidade para assistir a uma conferência que duraria o dia inteiro, e eu me apressei de imediato diante da oportunidade.
Como iria à cidade, minha mãe deu-me uma lista de coisas do supermercado, as quais necessitava, e como iria passar todo o dia na cidade, meu pai me pediu que me encarregasse de algumas tarefas pendentes, como levar o carro à oficina.
Quando me despedi de meu pai, ele me disse: 'Nós nos veremos neste local às 5 horas da tarde e retornaremos à casa juntos.'
Após, muito rapidamente, completar todas as tarefas, fui ao cinema mais próximo. Estava tão concentrado no filme, um filme duplo de John Wayne, que me esqueci do tempo. Eram 5:30 horas da tarde, quando me lembrei.
Corri à oficina, peguei o carro e corri até onde meu pai estava me esperando
Já eram quase 6 horas da tarde.
Ele me perguntou com ansiedade: 'Por que chegaste tarde?' Eu me sentia mal com o fato e não lhe podia dizer que estava assistindo um filme de John Wayne. Então, eu lhe disse que o carro não estava pronto e que tive que esperar... isto eu disse sem saber que meu pai já havia ligado para a oficina.
Quando ele se deu conta de que eu havia mentido, disse-me: 'Algo não anda bem, na maneira pela qual te tenho educado, que não te tem proporcionado confiança em dizer-me a verdade.
Vou refletir sobre o que fiz de errado contigo. Vou caminhar as 18 milhas à casa e pensar sobre isto.'
Assim, vestido com seu traje e seus sapatos elegantes, começou a caminhar até a casa, por caminhos que nem estavam asfaltados nem iluminados. Não podia deixá-lo só. Assim, dirigi por 5 horas e meia atrás dele... vendo meu pai sofrer a agonia de uma mentira estúpida que eu havia dito.
Decidi, desde aquele momento, que nunca mais iria mentir.
Muitas vezes me recordo desse episódio e penso.. Se ele me tivesse castigado do modo que castigamos nossos filhos... teria eu aprendido a lição?... Não acredito...
Se tivesse sofrido o castigo, continuaria fazendo o mesmo...
Mas, tal ação de não-violência foi tão forte que a tenho impressa na memória como se fosse ontem...
Este é o poder da vida sem violência.


Só para contextualizar a necessidade da educação, segue um link que gostei muito :
http://colunas.revistaepoca.globo.com/mulher7por7/2012/08/02/para-dedicar-tempo-aos-filhos-e-preciso-deixar-outras-coisas-de-lado/?fwcc=1&fwcl=1&fwl
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...